Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Rapaz confessa que matou cabeleireiro por dívida de R$ 500

Rapaz confessa que matou cabeleireiro por dívida de R$ 500
18/02/2014 10:00 - VÂNYA SANTOS


Cid João Gonçalves Junior, de 22 anos, foi apresentado por equipe do Serviço de Investigação Geral (SIG), apontado como assassino confesso do cabeleireiro Augusto Siqueira da Silva, o Carioca, de 42 anos. O crime ocorreu no dia 15 de janeiro deste ano, em Dourados.

Segundo a polícia, o rapaz disse que matou Augusto por conta de uma dívida no valor de R$ 500.

O acusado explicou que no dia do crime, foi ao salão de beleza, localizado na Rua Barnabé Minhos, Bairro Jardim Flórida, para cobrar o dinheiro. O cabeleireiro teria dito que naquele dia não tinha como pagar.

Conforme a polícia, Cid usou um revólver calibre .357 para matar Augusto com quatro tiros, sendo um na boca, dois na cintura e um no peito.

Um colega de trabalho do cabeleireiro almoçava num cômodo, atrás do salão, quando ouviu os disparos. Ele encontrou o cabeleireiro caído e acionou equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas a vítima morreu no local.

Aparentemente, o primeiro tiro foi o que acertou a boca de Augusto. Os demais foram disparados quando ele já estava no chão. 

Com informações Dourados Agora e Dourados News

Felpuda


Devidamente identificadas as figurinhas que agiram “na sombra” em clara tentativa de prejudicar cabeça coroada. Neste segundo semestre, os primeiros sinais começarão a ser notados como reação e “troco” de quem foi atingido. Nos bastidores, o que se ouve é que haverá choro e ranger de dentes e que quem pretendia avançar encontrará tantos, mas tantos empecilhos, que recuar será sua única opção na jornada política. Como diz o dito popular: “Quem muito quer...”.