Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ACUSAÇÃO

Receita argentina fecha escritórios da Decolar.com

Receita argentina fecha escritórios da Decolar.com
27/02/2014 15:45 - FOLHAPRESS


A Afip, equivalente argentina da Receita Federal, fechou dois escritórios físicos em Buenos Aires da agência online de viagens Decolar.com e pediu a suspensão de sua licença para continuar operando.

O órgão do governo argentino acusa a Decolar.com de evadir divisas para não pagar impostos no país.

Uma investigação que teria começado há um ano, segundo a Afip, apontou que a agência faturaria suas operações realizadas na Argentina por meio de uma empresa localizada nos Estados Unidos.

As transações no país correspondem a 29% das operações da empresa.

A Decolar.com conseguiu uma liminar na Justiça para continuar suas operações virtuais e até o início da tarde de hoje seguia operando normalmente em seu site argentino.

Investigações

Um funcionário da Afip que pediu anonimato declarou ao jornal "La Nación" que a Decolar.com teria uma movimentação financeira dez vezes maior do que a declarada à Receita e que nos últimos cinco anos não teria pago "nenhum peso em Imposto de Renda".

A investigação da Receita resultou em uma ação judicial contra a empresa que ainda não foi julgada.

Nela, constam denúncias de usuários que após comprar passagens ou pacotes de viagens, não recebiam suas faturas para poderem pedir dedução no Imposto de Renda. A Decolar.com reconhece que "há um atraso" no envio das faturas aos clientes.

Em um comunicado, a empresa disse que o verdadeiro motivo pelo qual a Afip teria fechado seus escritórios seria porque o governo de Cristina Kirchner quer restringir as viagens dos argentinos ao exterior.

E declarou que se não tivesse pagado impostos nos últimos anos, não poderia continuar operando.

A agência online de viagens foi criada em 1999 por dois empresários argentinos. Hoje, opera em 21 países e sua sede está em Dellaware, nos Estados Unidos. Entre os serviços que oferece estão venda de passagens aéreas e de pacotes de viagens, hospedagem e aluguel de carro.
 

Felpuda


Partido político está vivendo processo de autofagia cá por essas bandas. Nada de ideologia ou defesa dos interesses dos filiados. O problema, segundo os mais observadores, é que lideranças não se contentaram em ter cada uma o seu pedaço e decidiram tomar conta com exclusividade do espólio, que, aliás, é regado com cifras milionárias. A legenda deverá se transformarem uma máquina de lavar, no caso, cheia de roupas sujas. E dê-lhe!