Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ADEUS DO FÊNOMENO

Ronaldo fará jogo de despedida da seleção brasileira em junho

Ronaldo fará jogo de despedida da seleção brasileira em junho
02/03/2011 11:59 - estadão


Recém-aposentado, Ronaldo fará sua partida de despedida com a camisa da seleção brasileira no amistoso contra a Romênia em 7 de junho, no Pacaembu. A informação foi confirmada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) em nota publicada em seu site oficial.

A entidade destacou que "a trajetória de Ronaldo no futebol e na seleção brasileira não poderia chegar ao final sem uma homenagem marcante ao maior artilheiro da história das Copas do Mundo [com 15 gols], tetra e pentacampeão do mundo". E enfatizou que será a despedida "do mais famoso camisa 9 do Brasil".

O presidente da CBF Ricardo Teixeira falou "da alegria em participar de um momento que considera especial". "O Ronaldo merece um jogo de despedida, e o torcedor brasileiro muito mais ainda vê-lo pela última vez com a camisa da seleção brasileira em um estádio no País. Tenho certeza de que será uma grande festa, à altura da carreira desse grande craque, um dos maiores que vi atuar".

O Fenômeno já havia anunciado o desejo de dar adeus aos gramados vestindo a verde-amarela - pela qual conquistou os Mundiais de 1994 e 2002 - durante a entrevista coletiva de encerramento de sua carreira, em 14 de fevereiro.

"Vou procurar o Ricardo Teixeira quero que seja um jogo da seleção brasileira, com vários e importantes jogadores que jogaram comigo. O público esteve comigo e merece isso", revelou na ocasião.

A partida ocorrerá três dias depois do amistoso do Brasil de Mano Menezes contra a Holanda, no Serra Dourada, em Goiânia.

Felpuda


A lista do Tribunal de Contas de MS, com nomes de gestores que tiveram reprovados os balanços financeiros de quando exerceram cargos públicos, está deixando muitos candidatos de cabeça quente.  Conforme previsto pelo Diálogo, adversários estão se utilizando de tais dados para cobrar, principalmente nas redes sociais, deixando alguns gestores na maior saia justa e tendo que se explicar. O eleitor, por enquanto, só observa. E dê-lhe!