Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ANTONIO MORAIS DOS SANTOS – PECUARISTA, EMPR

"Sem apego a ele, o dinheiro traz felicidade sim"

"Sem apego a ele, o dinheiro traz felicidade sim"
28/03/2010 00:45 - FAUSTO BRITES


A doação de R$ 15 milhões para o Hospital do Câncer de Campo Grande, neste mês de março, chamou a atenção por não se tratar de recursos provenientes do poder público e sim de pessoa física. O autor do gesto foi Antonio Morais dos Santos, um mineiro de 87 anos e que desde a década de 40 escolheu o hoje Mato Grosso do Sul para morar.

Nos anos 70, decidiu radicar-se definitivamente em Campo Grande, depois de duas décadas morando no município de Dourados, onde foi prefeito e por onde elegeu-se deputado estadual. Ex-banqueiro e empresário bem-sucedido, a filantropia está para sua vida como os negócios e, por ser avesso à publicidade, poucos sabem de suas ações de solidariedade. "Deus sabendo, está bom", afirma com tranquilidade.

Para ele, o dinheiro traz felicidade sim, desde que as pessoas não se apeguem ou se escravizem. Trabalho para ele é "diversão", conforme faz questão de frisar. Apesar da fortuna, diz que não "passeia" e mal conhece o Brasil. O mundo foi sua escola pois estudou apenas o primeiro ano "do primário" em um grupo escolar e, assim mesmo, por apenas nove meses. 

Abaixo, principais trechos de sua entrevista.

Felpuda


Com trabalho suspenso, por causa da Covid-19, investigação parou sem ter começado e, agora, dois dos cabeças do grupo de trabalho estão “chovendo no molhado”. Assim, para continuar, digamos, em evidência, vêm divulgando sobre a “firmeza” de ambos em “dar continuidade”, tão logo acabe a pandemia que, assim como os resultados dos trabalhos, são incógnitas que só. Portanto, melhor seria aguardar o desenrolar dos acontecimentos para sair “cantando de galo”.