Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ATENTADOS

Série de ataques mata pelo menos 55 no Iraque

Série de ataques mata pelo menos 55 no Iraque
26/08/2010 21:06 -


AGÊNCIA ESTADO, BAGDÁ

Uma série de mais de 20 ataques com carros-bomba, aparentemente coordenada, matou pelo menos 55 pessoas ontem no Iraque, incluindo mulheres e crianças. Aparentemente, o alvo dos atentados eram policiais. Mais da metade das vítimas – 30 – era formada por soldados e policiais. A violência começou perto da capital, Bagdá, depois atingiu pontos no norte e sul do país, em um total de sete cidades. A sucessão rápida de ataques é uma marca da rede terrorista Al-Qaeda.
No pior ataque, um carro-bomba explodiu em Kut, 160 quilômetros a sudeste de Bagdá, matando 19 pessoas, incluindo 15 policiais, e ferindo outras 90, a maioria policiais, informou o tenente Ali Hussein. Na capital, um suicida explodiu seu veículo perto de uma delegacia, no subúrbio de Qahira, nordeste da cidade, matando 15 pessoas e ferindo outras dezenas, segundo médicos e fontes de segurança. O ataque nesse bairro onde convivem sunitas e xiitas ocorreu por volta das 8h (hora local). “As vítimas incluem policiais e civis”, disse um funcionário do Ministério do Interior.
Uma fonte no Hospital Médico da Cidade informou que eles haviam recebido os corpos de duas mulheres, duas crianças e dois policiais, além de 44 outras pessoas que recebiam tratamento.
Uma série de ataques com carros-bomba em cinco outras cidades elevou o número de mortos para pelo menos 55. Quase 250 pessoas ficaram feridas.
O aumento da violência no último bimestre gera temores sobre se as forças iraquianas teriam capacidade para garantir a segurança no país.

Felpuda


Os bastidores fervem com a ciumeira que vem acontecendo em alguns municípios, onde determinados candidatos estariam sendo mais prestigiados que outros depois das alianças que foram formalizadas nas convenções. As queixas só aumentam, e as lideranças partidárias já não sabem o que fazer, temendo a possibilidade de que a vitória vá para o ralo. A bronca maior está entre integrantes das chapas puras de vereadores que se coligaram na majoritária. E salve-se quem puder!