Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SUL-AMERICANO

Talita e Taiana faturam ouro<br> no Chile

Talita e Taiana faturam ouro<br> no Chile
17/03/2014 08:28 - gabriel neris


As brasileiras Talita e Taiana confirmaram o favoritismo nos Jogos Sul-Americanos disputados em Santiago, Chile, e conquistaram a medalha de ouro no vôlei de praia feminino. O primeiro lugar foi obtido sobre a dupla argentina formada por Ana Gallay e Georgina Klug.
O primeiro desafio das atuais campeãs do Circuito Mundial foi passar pelas compatriotas Lili e Duda nas semifinais. Mas para chegar à decisão não foi fácil.

Lili e Duda venceram o primeiro set por 21 a 18, mas tomaram a virada com 21/17 e 15/10. “A Duda e a Lili formam um bom time e deram trabalho na semifinal. Mas, depois que conseguimos passar por elas entramos confiantes para a final”, comentou a jogadora de Aquidauana, após garantir a vaga na final com a vitória por 2 sets a 1.

A partida da semifinal foi considerada uma final antecipada. Como o confronto entre as duplas brasileiras teve que ser antecipado, conforme o regulamento, representantes do mesmo país não poderiam disputar o ouro. O título foi confirmado com a vitória por 2 sets a 0, com parciais de 21/16 e 21/18, sobre as argentinas. O título é o segundo internacional conquistado pela dupla.  “Foi muito bom ver o hino brasileiro tocando de novo com a gente no lugar mais alto do pódio”, finalizou Talita.
Bruna é bronze

A zagueira sul-mato-grossense Bruna Benites ficou com a medalha no futebol feminino. O Brasil venceu a Venezuela por 2 a 1 e ficou em terceiro lugar.

Felpuda


Com trabalho suspenso, por causa da Covid-19, investigação parou sem ter começado e, agora, dois dos cabeças do grupo de trabalho estão “chovendo no molhado”. Assim, para continuar, digamos, em evidência, vêm divulgando sobre a “firmeza” de ambos em “dar continuidade”, tão logo acabe a pandemia que, assim como os resultados dos trabalhos, são incógnitas que só. Portanto, melhor seria aguardar o desenrolar dos acontecimentos para sair “cantando de galo”.