Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BRASIL/MUNDO

Táxis, mototáxis e vans, os mais usados no País

Táxis, mototáxis e vans, os mais usados no País
14/05/2010 07:45 -


RIO

Os táxis, os mototáxis e as vans são os meios de transporte mais usados em mais da metade dos municípios brasileiros. A constatação foi feita a partir dos questionários respondidos por 5.565 prefeituras no ano passado para a Pesquisa de Informações Básicas Municipais (Munic 2009), divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em 2009, os serviços de transporte mais presentes foram táxi (80,8%), van (66,7%) e mototáxi (53,9%). Em 53,9% das cidades, havia serviço de transporte por mototáxi, com maior presença nos municípios com população entre 50 mil e 100 mil habitantes. O serviço de vans está presente em 66,7% dos municípios e se concentra em cidades entre 20 mil e 50 mil habitantes (81,5%).
Em 11,3% dos municípios foi constatada a existência do serviço de transporte público por barco, principalmente nos do Norte (51,5%). O metrô estava presente somente nos municípios com mais de 50 mil habitantes.

Esta foi a primeira vez que a Munic, criada em 1999, incluiu o tema de concessões, permissões ou autorizações para a exploração dos serviços de transporte coletivo por ônibus intramunicipal e menos de um terço dos municípios consideravam acessibilidade para ônibus intramunicipal. Apenas 589 municípios declararam ter ônibus intramunicipal, dos quais 76,7% estavam no Sudeste e Sul.
O estudo também mostra que 75,5% dos municípios tinham estrutura para a política de transporte. Todas as cidades com mais de 500 mil habitantes tinham órgão de transporte: 37,5% como secretaria exclusiva e 45% ligados à administração indireta.

Felpuda


Sem conseguir controlar a verborragia, figurinha estreante no mundo político-partidário, e que se acha “o último biscoito do pacote”, acabou batendo de frente com titãs da política. Primeiro perdeu os anéis e, agora, os dedos correm sérios riscos. Anda “ameaçando” deixar o lugar onde se encontra, só que por lá vem ouvindo frases como “se é por falta de adeus...”, “os incomodados que se mudem” e “não fará nenhuma falta”.

Como se vê...