Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PLATAFORMAS DA PETROBRAS

Vistoria aponta irregularidades

Vistoria aponta irregularidades
23/02/2014 11:30 - TERRA


Um relatório do Ministério Público do Trabalho (MPT) afirma que a Petrobras tem de melhorar a manutenção de suas plataformas, para dar mais segurança de trabalho a seus funcionários e prevenir tragédias, de acordo com informações publicadas pelo jornal Folha de S. Paulo neste domingo. O documento lista irregularidades nas cinco plataformas vistoriadas pelo MPT em 2013, além de outra fiscalizada em 2012. 

Entre os problemas encontrados nas plataformas, o MPT aponta descontrole sobre emissão de gases, rotas de fugas mal delineadas, despejo de dejetos sem tratamento no mar, botes salva-vidas de má qualidade, ferrugem acentuada, controle de manutenção deficiente e jornadas excessivas de trabalho de profissionais de saúde. As vistorias são feitas em parceira com Marinha, ANP (Agência Nacional de Petróleo e Derivados), Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Ibama e Ministério do Trabalho.

Desde novembro, o Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense registrou três casos de vazamento de gases em plataformas da Petrobras, causando incêndios nas plataformas P-62 e P-20 – lançadas ao mar inacabadas – e explosão na P-55. Segundo o jornal, a Petrobras disse que está “implementando melhorias em práticas de inspeção e de manutenção das plataformas.”

Felpuda


Com trabalho suspenso, por causa da Covid-19, investigação parou sem ter começado e, agora, dois dos cabeças do grupo de trabalho estão “chovendo no molhado”. Assim, para continuar, digamos, em evidência, vêm divulgando sobre a “firmeza” de ambos em “dar continuidade”, tão logo acabe a pandemia que, assim como os resultados dos trabalhos, são incógnitas que só. Portanto, melhor seria aguardar o desenrolar dos acontecimentos para sair “cantando de galo”.