Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

COPA SÃO PAULO

XV bate Remo; Aquidauanense classificado

XV bate Remo; Aquidauanense classificado
12/01/2014 22:13 - GAZETA MS


Foi bem mais traumático do que parecia ser, mas o Aquidauanense está garantido na segunda fase da Copa São Paulo de Futebol Junior. Segundo colocado do Grupo I, a vaga veio como o último classificado pelo índice técnico, que garantiu seis equipes junto com os 26 primeiros colocados.

A torcida de Aquidauana só pode comemorar a vaga na tarde deste domingo e depois de fazer muitas contas. O time iniciou o dia de olho no encerramento dos três grupos restantes, K, X e Z. Nos dois últimos, torcia para que Grêmio Osasco versus Botafogo-RJ e o jogo entre Atlético-MG e Nacional-SP não terminassem empatados, mas foi exatamente o que aconteceu, com 0 a 0 e 1 a 1, respectivamente. Com esses resultados, o Azulinho ainda segurava a sexta posição e torcia para que Remo-PA ou Corinthians não vencessem seus jogos.

A classificação veio já no primeiro jogo do Grupo K. Com apenas um ponto e já desclassificado, o XV de Piracicaba entrou em campo contra o time paraense para cumprir tabela. Para sorte do Aquidauanense, o XV fez seu melhor jogo na competição e venceu por 2 a 1, carimbando a vaga inédita do time sul-mato-grossense em sua terceira participação seguida na Copinha e o resultado do Corinthians, que não teve dificuldades para vencer a Inter de Limeira, não fez diferença.

Para aumentar ainda mais a façanha, o Aquidauanense terá parada dura pela frente. O adversário será o Atlético-MG, umas das principais equipes do País na categoria. Data e horário do jogo será definida pela Federação Paulista de Futebol na manhã desta segunda-feira. Se surpreender mais uma vez, o adversário nas oitavas de final sairá do confronto entre Flamengo-SP e Palmeiras-SP.

Felpuda


Dia desses, há quem tenha se lembrado de opositor ferrenho – em público –, contra governante da época, mas que não deixava de frequentar a fazenda de “sua vítima” sempre que possível e longe dos olhos populares. Por lá, dizem, riam que só do fictício enfrentamento de ambos, que atraía atenção e votos. E quem se lembrou da antiga história garantiu que hoje ela vem se repetindo, tendo duas figurinhas carimbadas nos papéis principais. Ô louco!