Colunistas

CLÁUDIO HUMBERTO

"Brasil, o país dos impostos e dos impostores!"

Braga Netto, ex-ministro da Cassa Civil, sobre a carga tributária sob o governo Lula

Continue lendo...

Lula pode rifar nome petista em Belo Horizonte

Na pré-campanha de Rogério Correia (PT) a prefeito de Belo Horizonte, há a desconfiança de que o petista vai ser rifado por Lula para apoiar projeto de reeleição de Fuad Noman (PSD). A leitura no partido é de que eventual apoio de Noman será providencial para Lula em Minas Gerais, em 2026. Lula prefere costurar apoio a um nome mais competitivo e com potencial agregador de votos contra o “efeito Romeu Zema (Novo)”, bem avaliado governador mineiro que vai puxar votos para os conservadores.

Cabo eleitoral

É atribuído a Zema, reeleito em primeiro turno, significativo aumento nos votos de Jair Bolsonaro no Estado e Belo Horizonte, no segundo turno.

Alavancou

No Estado, os votos de Bolsonaro cresceram mais de 6% entre um turno e outro. Passou de 43,6% para 49,8%. Lula, de 48,29% para 50,2%.

Capital conservadora

Em BH, a variação foi ainda maior, de 7,65%. Bolsonaro subiu de 46,6% para 54,25%. Lula saiu de 42,53% para 45,75%.

Alternativa

Na esquerda, Lula não descarta apoiar Duda Salabert (PDT), que parece mais competitiva, segundo pesquisa registrada sob nº MG-06755/2024.

TCU avaliza suposto ‘crime perfeito’ no exterior

Deu em nada no Tribunal de Contas da União (TCU) o esquema de financiamento do BNDES de obras em países de governos aliados de Lula, como Cuba e Venezuela. Ou não seria o suposto “crime perfeito” de que se falava. O valor bilionário era pago em reais no Brasil a empresas como Odebrecht, a mais beneficiada, driblando a exigência legal de autorização do Senado para financiar governos estrangeiros. A conclusão foi do ministro do TCU Jorge Oliveira, nomeado por Jair Bolsonaro

Sopa no mel

Na prática, o governo petista oferecia o financiamento ao país aliado sob a condição de a obra ser executada por empreiteira indicada pelo Brasil.

Enchendo as burras

Foi assim que o Brasil bancou o porto de Mariel, em Cuba, rodovias na Venezuela, aeroportos na África, hidrelétricas na América Central etc.

Caixa pretíssimo

Cada acordo entre o Brasil (via BNDES) e esses países era “secreto” e blindava as obras da fiscalização do TCU e do Ministério Público Federal.

Apenas hipocrisia

A reunião na residência do presidente da Câmara acabou sem esclarecer se, afinal, a equipe econômica ignora o que Lula diz sobre isentar carne de impostos ou taxar blusinhas, ou se participa do teatro do petista, que continua sem assumir responsabilidade pelas próprias decisões.

Tema caro

A Câmara dos Deputados suspendeu o funcionamento de todas as comissões esta semana para avançar com o debate da regulamentação da reforma tributária, obsessão atual do governo Lula.

Disputa interna

Os deputados José Medeiros (MT) e Ricardo Salles (SP) disputam a indicação do PL para a relatoria do projeto de lei antidrogas na comissão especial na Câmara. A bancada parece rejeitar Ubiratan Sanderson (RS).

Palanque baiano

Virou o evento de campanha, programado para esta quarta (10), num casarão no Lago Sul, em Brasília, a festa de aniversário de Elmar Nascimento (União-BA), candidato à sucessão de Arthur Lira na Câmara. 

É hoje

O jornalista Marcelo Tognozzi autografa nesta quarta (10) seu novo livro “Ninguém Segura Este Monstro – Manipular, Mentir & Polarizar”, sobre a polarização política global. Às 18h na Livraria da Vila, em São Paulo.

Mudou muito...

Dono da célebre sentença segundo a qual Lula queria vencer a eleição “para voltar à cena do crime”, Geraldo Alckmin criticou o “mau gosto” do presidente argentino Javier Milei, para quem o petista é um ladrão.

O importunando

Ricardo Nunes (MDB) prega cautela em pré-julgamento no caso das joias. O prefeito de São Paulo lembra da “importunação da baleia” e dos móveis “desaparecidos” e defende respeito ao processo legal.

Falem de mim

O presidente do PL, Valdemar Costa Neto, minimiza efeito das ações da Polícia Federal contra Jair Bolsonaro e lembra de como o ex-presidente é recebido em agendas pelo Brasil: “Ele cresce com essas ações”.

Pensando bem...

...se as joias estivessem em 11 contêineres o desfecho poderia ser outro.

PODER SEM PUDOR

O dono da grana

Nos anos 1950, uma CPI investigava a ligação entre o governo Getúlio Vargas e o jornal Última Hora, de Samuel Wainer. O conde Francisco Matarazzo era interrogado pelo deputado Carlos Lacerda, ferrenho opositor de Getúlio: “O senhor deu dinheiro ao Samuel Wainer?” O rico empresário respondeu sem pestanejar: “Dei, sim.” Lacerda continuou, desafiador: “E por que?” A resposta: “Ué! Dei porque o dinheiro é meu e faço dele o que bem quiser.” E encerrou a discussão.

GIBA UM

"Eu me lembro da quantidade de denúncias de corrupção na Copa do Mundo, sem ninguém nunca provar..."

"... Nunca se provou que houve corrupção nos estádios brasileiros", de Lula, em suposto lapso de memória, em evento da Bolsa do Atleta.

15/07/2024 05h01

Giba Um

Giba Um Foto: Reprodução

Continue Lendo...

Após deixar o The Masked Singer Brasil e perder o Pipoca, Ivete Sangalo sela a paz com a direção da Globo e estará de volta em novo projeto especial da emissora, mas não com um programa fixo ou por temporada.

A ideia é trazê-la ao fim deste ano no comando de um novo especial. Será com base nos especiais de final de ano.

Mais: ela estará ao vivo numa das capitais – Rio de Janeiro, São Paulo ou Brasília – com um super show, quando receberia grandes amigos do palco, celebrando seus 30 anos de carreira.

Um tour de shows de Ivete, também festejando os 30 anos, foi recentemente suspenso: poucos ingressos vendidos antecipadamente.

Giba UmReprodução

De volta ao Brasil

Uma das companhias de entretenimento mais famosa do mundo, a canadense Cirque Du Soleil está de volta ao Brasil.

Depois de cinco anos de lacuna a companhia traz seu novo espetáculo ‘Crystal’ que quase não desembarca por aqui, devido ao tamanho do espaço necessário para a montagem do show, que ocupa 6300 m² com capacidade para 3582 lugares e tem 20m de altura, que conseguiu ser alojado no Parque Villa-Lobos, em São Paulo.  

Este é a 42ª criação do Cirque Du Soleil e a 8ª que vem para o Brasil. O tema desse espetáculo é o autodescobrimento, mistura malabarismo, acrobacias circenses e exercícios de equilíbrio, tudo isso com graciosos movimentos de patinação no gelo.

A personagem central, embarca em uma jornada emocionante de autodescoberta, guiada por seu próprio reflexo. A combinação de habilidades de patinação e acrobacia, destaca além da magia, os desafios do gelo, explorando suas infinitas possibilidades artísticas.

O espetáculo fica em cartaz até dia 6 de outubro e para quem pretende ir, prepare o bolso o ingresso mais barato custa R$ 380 e o mais caro R$ 1.270. Numa sessão Vip estava repleta de celebridades, entre muitas, Baby do Brasil, Hortência Marcari, Ana Paula Padrão, Gianne Albertoni, Tania Khalil e Paolla Oliveira.

Lula agora quer Coutinho na Vale

Para a Previ, ou seja, o governo, o jogo da sucessão na Vale ainda está longe de terminar. Agora, Lula traz ao baile um nome alternativo à malsucedida articulação em torno do nome de Guido Mantega.

O candidato do presidente seria o economista Luciano Coutinho. Os poucos que já ouviram falar do ex-presidente do BNDES (2007-2016) esperneiam radicalmente, comparando justamente o escolhido com o que nem chegou perto.

A novela anterior pró-Mantega para o Conselho mostrou que a corporação tem independência para enfrentar as pressões do Planalto.

Ainda a Previ: a lista de quinze nomes indicados pela consultoria Russel Reynolds para o cargo de CEO da Vale irritou o fundo de pensão.

A conta da consultoria foi alta de mais: seria mais barato pegar uma publicação como a Maiores e Melhores, de Exame ou Valor 1000 e destacar os primeiros CEOs para apresentar ao Conselho.

Currículo

Luciano Coutinho é doutor em Economia pela Universidade de Cornell (EUA) e um dos fundadores do Instituto de Economia da Unicamp (também é professor convidado da universidade).

Na transição de 2022, integrou o grupo técnico da indústria, comércio e serviço. É consultor sênior de empresas privadas e reuniu-se em 2023 com ministros do governo Lula para definir políticas de Defesa.

Nos primeiros tempos de Lula como presidente, Mantega e Coutinho viraram réus acusados de fraude de R$ 8 bilhões em repasses do BNDES à JBS (foram inocentados).

Giba Um

Reproduzindo cena

Aos 66 anos, a atriz, produtora e modelo Sharon Stone, mostrou que ainda pode fazer a temperatura da internet subir.

Dias atrás postou uma foto somente de lingerie vermelha, uma sandália azul enfeitada com uma flor rosa e colares que lembravam pérolas, quase que reproduzindo a cena da famosa cruzada de pernas do célebre filme que a consagrou Instinto Selvagem. Na legenda “Basicamente eu”.

Outra publicação que também lhe rendeu muitos elogios e milhares de curtidas foi uma onde aparece praticando seu hobby: pintura. Detalhe: ela está de topless, onde legendou “Às vezes só tenho que ir da piscina para a pintura”.

Mudando de lado

Giba Um

O Planalto tem monitorado os passos de Neri Geller, ex-secretário de Política Agrícola. Ele vem mantendo, por exemplo, interlocução assídua com Arthur Lira.

O mesmo se aplica a líderes da Frente Parlamentar da Agricultura, “base aliada” de Bolsonaro. Geller tem uma história de proximidade com o próprio Lula e com o PT – foi ministro da Agricultura de Dilma Rousseff.

Seus ressentimentos, contudo, são maiores do que essas memórias. Foi demitido no mês passado, culpa o ministro Carlos Fávaro e não esconde sua mágoa com Lula.

Benefício suspeito

O ministro Alexandre Silveira (Minas e Energia) terá de depor no Congresso e explicar os 17 encontros fora da agenda com executivos da Âmbar Energia dos irmãos Wesley e Joesley Batista.

Na sequência, o presidente Lula assinou medida provisória transferindo para conta de luz dos brasileiros uma dívida bilionária da Amazonas Energia dois dias antes da dupla fechar a compra da empresa.

Deputados da oposição dizem que “esse governo continua com as mesmas práticas”, referindo-se a capítulos de corrupção de petistas. Mais: Rui Costa (Casa Civil) também deverá depor.

PÉROLA

“Eu me lembro da quantidade de denúncias de corrupção na Copa do Mundo, sem ninguém nunca provar. Nunca se provou que houve corrupção nos estádios brasileiros”, de Lula, em suposto lapso de memória, em evento da Bolsa do Atleta.

Militares Foragidos

A tentativa de golpe na Bolívia, na semana final de junho, foi um dos temas mais importantes do encontro entre Lula e Luis Arce, em Santa Cruz de la Sierra.

O governo da Bolívia solicitou ao Ministério da Justiça do Brasil apoio às investigações e às operações de busca de três militares que participaram da intentona.

Há suspeitas de que os militares da reserva Tomás Peña y Lilo e José Antonio Ágreda Mendivil (generais) e o coronel Ramiro Calderón de la Riva, poderiam ter atravessado a fronteira em Puerto Quijarro, a oito quilômetros de Mato Grosso. Poderiam ainda estar escondidos em solo brasileiro.

Retrato

A retomada das obras de 1.189 creches foi anunciada pelo governo em março do ano passado. Mas 265 estão com obras paralisadas e 924 inacabadas, de acordo com o Ministério da Educação.

O MEC diz que a construção integra o Pacto Nacional da Retomada de Obras Paralisadas e Inacabadas da Educação Básica e Profissionalizante, sancionada por Lula em novembro de 2023.

À título de ilustração: há dias, Lula inaugurou novo campos da Unifesp, na cidade de Osasco, que já consumiu R$ 900 milhões e foi cobrado por uma aluna: só metade do projeto está concluída. O evento aconteceu numa tenda improvisada.

Chanceler, não

Bloco de diplomatas trabalham com a esperança de que o presidente Lula irá se livrar do chanceler decorativo Mauro Vieira e nomear o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, para o cargo de ministro das Relações Exteriores no início de 2025 (o assessor especial Celso Amorim será mantido).

Com ou sem Lira, esses diplomatas querem o Itamaraty recuperando o prestígio, com um “ministro de força política”. Arthur Lira desmentiu a possibilidade, mas foram assessores seus que espalharam a informação, fake news pelo que se deduz.

Quem vai pagar a conta

As contas bancárias da família do ex-presidente Fernando Collor estão na mira para pagar dívidas da TV Gazeta, de Maceió, em recuperação judicial.

Agora, depois de cinco anos de demissão em massa de jornalistas, uma ex-funcionária conseguiu a primeira indenização e pagamento de seus direitos trabalhistas: recebeu R$ 478 mil que precisaram ser penhorados da conta de Caroline Collor de Mello, com quem o ex-presidente é casado há 19 anos e suas contas bancárias estão zeradas.

Na conta de Collor a Justiça encontrou pouco mais de R$ 14 apenas. Agora, 33 ex-funcionários recorrem à vara criminal, onde acusam Collor de fraude à execução fiscal.

Nem um pio

Cotado para disputar a presidência da Câmara, Elmar Nascimento (União-BA), mostrou força numa festa para comemorar seus 54 anos na capital federal.

O evento contou com 12 ministros e reuniu políticos de todas as legendas, embalado por música baiana e churrasco feito no fogo no chão.

De Eduardo Cunha a Valdemar Costa Neto, todos fizeram questão de cumprimentar o aniversariante. A surpresa foi o encontro de dois desafetos, Arthur Lira e o ministro Alexandre Padilha, intermediado pelo deputado José Guimarães.

O resultado foi o esperado: um aperto de mão sem troca de palavras. Nem um pio das duas partes.

Mistura fina

EM uma retomada de sua candidatura, Joe Biden viu crescer mais a desconfiança sobre si, cometendo novas gafes, chamado Zelensky de Putin e o de sua vice, Kamala Harris, com o de seu rival, Donald Trump, que usa todas essas situações até mesmo para humilhar o presidente.

Enquanto isso, Kamala está em alta, pontuando melhor do que Biden nas pesquisas. Para especialistas, tropeções de Biden podem ser sinais de algum tipo de demência devido à idade.

O MAQUIADOR da ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro, muitas vezes, seu consultor de imagem, Agustin Fernandez, está lançando dois tipos de perfumes com os rótulos de ‘Michelle’ e ‘Bolsonaro’. Nas redes sociais, vira e mexe, surgem anúncios de cada um, elegantes nos rótulos dos produtos.

O ex-presidente resolveu posar de smoking fazendo – surpresa – posições que lembram anúncios de Sean Connery na pele de James Bond (sem tiro, claro). Michelle está em outros rótulos com direito a trica de vestidos.

A QUINTA edição do CPAC, principal conferência conservadora do país, em Camboriú (SC), tinha cerca de três mil pessoas que pagaram R$ 250 cada uma.

Havia participantes de todos os estados, de crianças a idosos e além das palestras também fizeram sucesso a loja de souvenirs montada por assessores de Jair Bolsonaro com uma festa de regalos com o rosto do ex-presidente.

Tinha calendários, camisetas, chaveiros, canecas, vinhos (com Bolsonaro no rótulo) e outros objetos. Para as mulheres, uma tiara de flores era vendida a R$ 100. Agora, a ideia é levar a lojinha a todas as cidades onde Bolsonaro estará. O “pai da ideia” é Eduardo Bolsonaro.

DUBAI, com 3,5 milhões de habitantes, tem uma infraestrutura invejável em pleno deserto. É dona da segunda maior densidade de restaurantes do mundo – com mais de 13 mil, atrás apenas de Paris.

A cidade recebeu 17,15 milhões de turistas internacionais em 2023, um recorde com alta de 19,4% em comparação com 2022.

Apenas para comparar: o Brasil com sua dimensão continental, recebeu 6 milhões de turistas no ano passado.

In – Sopa de abóbora

Out – Sopa de cebola

 

Assine o Correio do Estado

CLÁUDIO HUMBERTO

"Prometer e não cumprir é pior do que mentir. E o PT faz os dois"

Senador Ciro Nogueira (PP-PI) sobre aumento de impostos e da gasolina na gestão Lula

15/07/2024 04h00

Continue Lendo...

Marca: 28,2% dão ‘nota zero’ para Lula em Natal

Enquanto 39% dos eleitores de Natal (RN) avaliam o governo Lula (PT) como “ruim ou péssimo” e 40,1% acreditam que a administração petista é “ótima ou boa”, segundo levantamento Marca Pesquisas divulgado nesta segunda-feira (15), 28,2% dos eleitores de Natal (RN) dão nota zero para o trabalho do presidente até agora.

Outros 17,7% disseram que o terceiro governo do petista é “regular” e 2,7% não souberam avaliar.

Fátima é ainda pior

A avaliação da governadora Fátima Bezerra (PT) é ainda pior: 50,1% acham o trabalho da petista ruim ou péssimo. Só 4,15% dão “nota 10”.

Corrida em Natal

O ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT) é o preferido para assumir a Prefeitura de Natal (RN), em 2025. Segundo o Marca: soma 38,4%.

Coadjuvantes

Carlos Eduardo é seguido pelos deputados Paulinho Freire (União), com 14,9%, Natália Bonavides (PT), 13,7% e Rafael Motta (PSB), 6,2%.

Dados da pesquisa

A pesquisa ouviu 820 eleitores em Natal (RN), entre 28 de junho e 4 de julho e foi registrada na Justiça Eleitoral sob o nº RN-07322/2024

Senado prepara outra punhalada no Orçamento

Sempre mais amigável ao Executivo, o Senado prepara um golpe que deve arrancar mais um naco do Orçamento: parlamentares querem tornar impositivas as emendas de comissão.

No último ano, o mesmo plano foi sufocado na Câmara, se tivesse vingado, o governo teria que dispor obrigatoriamente de R$15,2 bilhões para bancar as emendas de comissões da Câmara e do Senado. O movimento, puxado principalmente pela oposição, também tem digitais de partidos da base.

Muy amigos

PP, PSD, Republicanos, União Brasil e PSB, todos com ministérios na Esplanada de Lula, têm digitais na autoria do projeto que garfa a verba.

Até tu?!

Chama atenção a senadora Professora Dorinha Seabra (União-TO) figurar entre os autores, é vice-líder de Lula no Senado.

Na miúda

O projeto foi protocolado no início do mês, numa quinta-feira com pouco movimento no Senado e ainda sob ressaca do recesso de São João.

Sem surpresa

Pegou um total de zero pessoas de surpresa a escolha de Eduardo Braga (MDB-AM) como relator da regulamentação da reforma tributária no Senado. Ele é obediente a Lula e a Rodrigo Pacheco.

Esculhambou geral

Ciro Gomes acha suspeitíssima a compra “de repente, não mais do que de repente” de empresa de energia pelos irmãos Batista, posteriormente favorecida pelo governo Lula: “É muita esculhambação, minha gente”.

Sem açodamento

A oposição está junto com o relator da reforma tributária no Senado, Eduardo Gomes (MDB-AM), quer o texto seguindo trâmite normal, passando pelas comissões, sem o regime de urgência.

Pedala, Haddad

Até o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), sempre tão amável ao governo, tem se irritado com Fernando Haddad (Fazenda). Vive cobrando que o ministro seja mais propositivo e leve soluções.

Alvoroço

Deputado Delegado Ramagem (PL-RJ), ex-diretor da Abin, nega que tenha monitorado autoridades. Diz que os nomes foram retirados de conversas de whatsapp e revelam apenas “impressões pessoais”.

Se a moda pega...

O presidente da Argentina, Javier Milei, anunciou intervenção de 180 dias na equivalente a Anac argentina. Quer a desregulamentação do mercado aéreo e a reestruturação da disfuncional agência.

Redução geral

“Em 2023, houve redução de 60% em investimentos de campanhas contra a dengue. E houve redução de 80% na contratação dos agentes de endemias”, denuncia o ex-ministro da Saúde Marcelo Queiroga.

Foco é outro

Ficou para depois do recesso a análise, na CCJ da Câmara, da PEC que anistia os presos pelo 8 de janeiro. “Estamos agindo estrategicamente”, explicou o relator deputado Rodrigo Valadares (União-SE).

Pensando bem...

...perdão de dívidas como o dos partidos políticos é o novo sonho da classe média.

PODER SEM PUDOR

Carroças de sempre

Lula está sob pressão para aumentar impostos de importação de carros elétricos, em “proteção à indústria nacional”, mesmo após lançar o Mover e liberar R$19,3 bilhões em incentivos fiscais para esses folgados. 

Nos anos 1990, a pressão era sobre o presidente Fernando Collor. Tempos depois de liberar importação de automóveis, antes proibida, e criar um programa de incentivo à melhoria de qualidade das “carroças”, ele recebeu representantes das montadoras e a ameaça: fábricas fechariam, a começar pela VW de Taubaté, no mês seguinte, se não fossem criadas cotas, “imediatamente”, para limitar a importação. 

A reação de Collor causou espanto. Chamou seu porta-voz e orientou, com ironia, como se fosse um “furo” a ser divulgado: “Acompanhe o presidente da Anfavea até os jornalistas, ele anunciará o fechamento da Volks de Taubaté!”

O porta-voz entrou no clima: “Claro, grande notícia! Por aqui, por favor”, disse, indicando a saída do gabinete. Enquanto o porta-voz chegava ao elevador do 3º andar do Planalto, os apóstolos da indústria nacional partiam em direção oposta, cantando pneu. Sumiram. A fábrica da VW continua ativa, 34 anos depois. 

 

Assine o Correio do Estado

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).