Colunistas

ARTIGOS

O risco de politização da tragédia no RS

Continue lendo...

O Brasil todo tem assistido, consternado, ao desastre ambiental que se abateu sobre o Rio Grande do Sul nos últimos dias. Porém, mesmo com a tragédia ainda em curso, pessoas desabrigadas, famílias enlutadas e o clima de enorme comoção no país, partidos e lideranças políticas começam a falar sobre eleições municipais, com a defesa de que haja o adiamento da campanha no estado. Esse movimento, a meu ver, é precipitado e, especialmente, inadequado. 

Não é hora para se debater política. Diante de uma situação tão atípica e de calamidade, esse não é um bom período para se falar em eleições. O momento é de apoio aos municípios atingidos pelos alagamentos e, principalmente, aos gaúchos que perderam entes queridos, casas, meios de renda e referências importantes para suas vidas. Mas o fato é que a realização, ou não, da campanha eleitoral no Rio Grande do Sul está em pauta.

Os principais argumentos para o adiamento da votação são a destruição dos locais que abrigavam as sessões eleitorais e a possibilidade de alto índice de abstenção dos eleitores. Mas, afinal, a quem interessa essa eventual prorrogação? Ela beneficia a população gaúcha de que forma? Minha opinião é de que o eleitor, já tão castigado pelos temporais e alagamentos, deve ter o direito ao voto assegurado. E, ao que me parece, é exatamente essa a linha de pensamento dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral.

Embora tenham sido ventiladas notícias de que o TSE estaria cogitando adiar as eleições no Rio Grande do Sul, a informação não foi confirmada. Ou seja, oficialmente, o Tribunal não discute essa ideia. Pelo contrário, tem dado acenos no sentido de que as eleições serão mantidas. 

O primeiro deles ocorreu quando o presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes, autorizou a prorrogação, por 15 dias, do prazo final para o fechamento do cadastro eleitoral em todo o estado do Rio Grande do Sul. Esse é um gesto claro de que a Justiça Eleitoral quer dar aos cidadãos a chance de regularização da situação cadastral, para que possam exercer o direito ao voto em outubro. 

O segundo sinal, de que o adiamento do pleito não vem sendo cogitado pelo TSE, foi o anúncio, também feito por Moraes, de que todas as urnas eletrônicas danificadas pelos alagamentos serão substituídas. Isso nos indica que o Tribunal está agindo para garantir a realização das eleições, caso existam condições de infraestrutura nas cidades.

Se elas serão efetivamente realizadas, já é outra questão. Porém, essa resposta não existe pelo simples fato de que ainda não é possível mensurar exatamente quais serão os impactos do desastre na vida das pessoas e no cotidiano das cidades até outubro. É preciso aguardar o fim do período crítico para que possamos fazer qualquer tipo de avaliação.

Até que isso ocorra, partidos e candidatos devem usar do bom sendo para que as discussões sobre eleições permaneçam suspensas. O uso político da tragédia tira o foco do apoio aos municípios e coloca em risco o bem estar da população.  

ARTIGOS

Avanços da Justiça no combate as pirâmides financeiras

24/06/2024 07h30

Continue Lendo...

Recentemente, a Justiça Federal condenou os líderes de umas das primeiras pirâmides financeiras de esmeraldas do Brasil, a G44, Saleem Ahmed Zaheer e Joselita de Brito de Escobar, a 14 e 8 anos de prisão, respectivamente, por fraude financeira. Outro participante do esquema criminoso, Olinto Ernandes Silva Magalhães, também foi condenado a 3 anos de prisão por lavagem de dinheiro.

Na decisão, o juiz David Wilson de Abreu Pardo, da 12ª Vara Federal do Distrito Federal, considerou que os acusados, por meio da empresa G44, captaram e aplicaram recursos de terceiros em moeda nacional, bem como emitiram, ofereceram e negociaram valores mobiliários, tudo sem autorização das autoridades competentes. Essa ação do Judiciário demonstra que as autoridades brasileiras estão avançando no combate aos crimes de fraude financeira no Brasil. 

A sentença é um importante marco na luta pela justiça para as vítimas de um dos maiores golpes no país. Como representantes de aproximadamente 400 vítimas, consideramos essa decisão um passo crucial para a recuperação dos valores investidos. Com a sentença penal, fica claro que todos os ativos adquiridos pela G44 desde o início de suas atividades são provenientes de atividades criminosas. Diante disso, é imperativo que o plano de recuperação judicial da G44 seja imediatamente invalidado, pois os bens apresentados nesse plano são fruto de atividades ilícitas.

A Justiça considerou que Saleem e Joselita apresentavam-se como sócios e administradores da G44, empresa que atuava na seara de tecnologia em criptomoedas e mineração de esmeraldas, prometendo o retorno mensal em torno de 9% aos investidores. Eles mantiveram o controle das captações, investimentos, remunerações e pagamentos aos clientes por meio de sistema interno de informática e banco de dados, inclusive com cartão magnético que possibilitava a realização de saques. 

Vale destacar que os acusados efetuaram o pagamento do retorno de alguns investimentos, embora, a partir de determinado momento, tenham deixado de honrar com os pagamentos. A empresa colapsou no final de 2021, alegando, em comunicado aos clientes, que a instabilidade técnica, dificuldades operacionais, ataques cibernéticos e fake news divulgadas pela mídia foram determinantes para a decisão de encerrar as operações.

Como acontece em todas as pirâmides financeiras, quando o fluxo de novos investidores diminui, o esquema entra em colapso, resultando em consequências financeiras devastadoras para essas pessoas que acreditaram no conto das altas rentabilidades. A partir daí, suspensão de pagamentos, impossibilidade de saques e um prejuízo de enormes cifras.

Importante frisar que o próximo passo é assegurar que os bens dos sentenciados sejam destinados ao ressarcimento das vítimas. Acreditamos firmemente que a justiça será feita e que os investidores lesados terão seus direitos reconhecidos e restituídos. 

As pessoas precisam entender que qualquer promessa de rendimento muito acima daquela praticada pelo mercado deve ser observada com muita desconfiança. Nesse meio financeiro, não há milagres de enriquecimento e a chance de ser mais uma fraude é altíssima, o que exige do investidor interessado se cercar do maior cuidado possível e do máximo de informações antes de vir a se tornar mais uma vítima de pirâmide financeira.

Giba Um

"Excepcionalmente, no período de 24 a 28 de junho de 2024, não será exigido o registro biométrico"

de Arthur Lira em ata da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, liberando os parlamentares da Casa para apreciarem as festas de São João

24/06/2024 05h30

Giba Um

Giba Um Foto: Reprodução

Continue Lendo...

O presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Lelio Bentes tem feito gestões junto a Rodrigo Pacheco para acelerar a nomeação do advogado Antônio Fabricio de Matos Gonçalves para a Corte, que precisa ser aprovada no plenário do Senado. 

Mais: a cadeira está vaga desde outubro de 2022, quando o ministro Emmanoel Pereira se aposentou. A culpa não é de Pacheco. Só em setembro de 2023, 14 meses depois, foi que a OAB encaminhou ao TST a lista sêxtupla de candidatos. O TST só definiu e enviou a lista tríplice a Lula na última semana de abril.

Dia de arraial

Para comemorar o 100º capítulo da novela Família é Tudo, grande parte do elenco se reuniu no restaurante Ritual do Chopp, em Curicica, no Rio em uma típica festa Junina, todos (ou pelo menos quase todos) foram caracterizados para o encontro. Camisas xadrez, vestidos com babados invadiram o restaurante para comemoração, numa festa fechada. O fim da novela está previsto para 27 de setembro, mas corre nos bastidores, que ela poderá ser encurtada devido à audiência. A trama que irá substituí-la, Volta por cima, escrita por Claudia Souto, já está em fase de captação de elenco que terá Jéssica Ellen, Fábricio Boliveira e Amaury Lorenzo como protagonistas e que trará de volta as novelas a veterana Betty Faria e Tereza Seiblitz. Entre os presentes no arraial estavam os componentes da  família no qual a novela gira, Juliana Paiva, Nathalia Dill, Ramille, mais as vilãs Rafa Kallimann, Thaila Ayala e Lucy Ramos.

Eike: elixir “milagroso”

O ex-bilionário Eike Batista acaba de criar uma pílula eficientíssima para disfunção erétil, capaz de substituir o Viagra e similares (ele próprio se submeteu aos testes). Na sequência empolgadíssimo, já tem projetos de um creme regenerador da epiderme, que faz desaparecer manchas de pele e um cimento 3.0, que vai revolucionar a indústria cimenteira (aposta que grandes players não suportem a concorrência). Mais: Eike ainda tem um projeto de um creme dental que restaura os dentes, embranquecendo-os bem mais que porcelana e uma pílula de alga marinha “com efeitos fabulosos sobre o organismo humano”. O ex-bilionário acha que seu portfólio vale mais do que R$ 536 bilhões.

Muito mais

O valor calculado por Eike Batista é uma cifra bem superior aos tempos de glória da OGX. O valor de mercado da companhia em novembro de 2010, sua média histórica, era de US$ 43,6 bilhões (com o dólar cotado a R$ 1,71, estranha coincidência porque no Código Penal o Artigo 171 configura o numerário da Lei como crime de vantagem ilícita). Será difícil Eike voltar ao mercado de capitais, onde perdeu fortunas. Resta saber onde arrumar dinheiro para suas ideias.

Nova fase

A influenciadora, atriz, blogueira e ex-BBB Bianca Andrade, que ficou conhecida como Boca Rosa, que também tem uma linha de maquiagem com nome homônimo ao apelido, está entrando numa nova fase de sua linha para make-up. O que mais chama atenção nesta nova coleção é o lançamento do Stick Pele ( uma base 100% vegana, com ativos antioxidantes, FPS 30 UVA/UV),  que apresenta 50 tons diferentes e é o primeiro produto revelado da linha de sua nova marca independente, que terá seu pré-lançamento exclusivo para participantes em uma live marcado no dia 25 de junho.

In – Pão de amêndoas 
Out – Pão de amêndoas e linhaça

Topa tudo

O deputado federal Arthur Lira, um dos líderes do Centrão e causador das maiores dores de cabeça de Lula, avança e recua no controle da pauta legislativa porque, hoje em dia “só pensa naquilo”: em eleger seu sucessor e seu futuro na política depois que deixar o cargo. Agora, está engolindo a proposta de Valdemar Costa Neto depois de pensar que precisa ser apoiado pelo dono da maior bancada da Casa. O dono do PL não deixa por menos. Oferece seus 96 deputados, se Lira se comprometer com o projeto de lei que concede anistia aos golpistas de 8 de janeiro, Bolsonaro inclusive.

Combinação

Segundo Simone Tebet (Planejamento) Lula teria ficado impressionado com o montante de R$ 519 bilhões em renúncias fiscais e seu impacto cruzado no aumento do déficit previdenciário. Ele range os dentes quando se fala em Previdência e o conflito entre as regras de indexação ao salário-mínimo, agora com correção mais generosa. A palavra Previdência incomoda Lula. A reforma foi o maior trunfo de Jair Bolsonaro. Agora, ouvir que subtrair incentivos fiscais com uma redução de gastos previdenciários e benefícios soou como uma melodia nos ouvidos de Lula.

PÉROLA

“Excepcionalmente, no período de 24 a 28 de junho de 2024, não será exigido o registro biométrico de que trata o caput deste artigo”,

de Arthur Lira em ata da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, liberando os parlamentares da Casa para apreciarem as festas de São João.

Novo controlador

A última rodada de negociações com a Mover Participações (ex-Camargo Corrêa) deixou os detentores de debêntures da InterCement com a nítida impressão de que a empresa não tem plano B. A possibilidade da companhia honrar seus compromissos de curto prazo estaria condicionada a uma única solução: a venda do controle. Em meio ao contínuo processo de desgaste com credores, as negociações para a venda do controle à CSN prosseguem. Sobre a mesa, um pacote de fábricas no Brasil e na Argentina – e uma dívida de R$ 9 bilhões.

Gestão hospitalar

A alemã Bertelsmann estuda passos no conglomerado de mídia na área da saúde, incluindo até mesmo a entrada na gestão hospitalar. Não seria uma guinada tão brusca, mas a montagem de um mosaico de negócios complementares a partir da Afya, uma das maiores redes de universidade de medicina do país, com 22 campi apenas na graduação. Os alemães assumiram o controle do grupo em 2022. O investimento em hospitais teria sinergia com o braço da Educação e outro eixo da operação da Bertelsmann no Brasil. O grupo já comprou três startups da área da saúde e desde 2019, foram 21 aquisições no setor de educação.

80 anos

O cantor, compositor e escritor Chico Buarque festejou seus 80 anos em seu apartamento na Île Saint-Louis (na França) o metro quadrado mais caro de Paris, onde só vivem milionários, como sua mulher, a jurista Carol Proner, 49 anos. Eles estão casados desde 2021. Chico é um dos artistas brasileiros mais chegados a Lula, historicamente. O presidente aliás, nomeou Carol para uma vaga na Comissão de Ética Pública da Presidência da República (cargo não remunerado).

Duplo sentido

Juliette Freire, vencedora do BBB21, vem dividindo opiniões desde que lançou em seu projeto junino chamado “São JUão”, a música Vem galopar, adaptação de Pagode russo, de Luiz Gonzaga. Seguidores argumentaram que a adaptação é “pobre e preguiçosa, tem duplo sentido e não pode ser chamado de releitura”. Os fãs disseram que “grudou na cabeça”. O refrão diz: “Vem galopar/ Fazer o roça roça/ Dançando o tcha tcha tcha/ Vem se envolver com a tropa”. Juliette se defendeu dizendo que não “é inventora do duplo sentido”. E até usou como exemplo “Só gosto de tudo grande”, da famosa pernambucana Marinês.

JEQUITI  R$ 450 MILHÕES

O Grupo Silvio Santos decidiu vender 100% das ações da Jequiti, empresa de cosméticos que faz parte da Holding do dono do SBT desde sua criação em 2006, para Cimed. O fato da Cimed ter aceitado a subir a oferta, que antes estava em R$ 400 milhões, ajudou. O negócio deve sair por R$ 450 milhões, algo próximo da base de arrecadação da Jequiti nos últimos anos. Mesmo com a venda total, a Jequiti terá suas marcas exibidas nos intervalos do SBT, assim como outras empresas do Grupo Silvio Santos. A Cimed, que lucrou R$ 3 bilhões em 2023, pretende colocar a empresa como a principal concorrente da Avon.

MISTURA FINA

O governo do Distrito Federal solicitou financiamento para ajudar na reforma do Teatro Nacional, abandonado e fechado desde o governo de Agnelo Queiroz (PT). Só que o financiamento foi condicionado pelos petistas à entrega do teatro à gestão do governo federal. Ibaneis resolveu fazer a reforma com recursos próprios, lamentou a hostilidade do governo e disse que a reforma total pode durar até 4 anos.

O ex-presidente Jair Bolsonaro explicou a origem do apelido “mito” durante uma nova divulgação de seu perfume. Em um vídeo, divulgado nas redes sociais de sua mulher Michelle, o ex-presidente disse que o nome surgiu durante a época da escola. “O mito” vem de um apelido meu, do passado, que era “parmito”. “Par”, eu sou palmeirense e “mito” do “parmito”, ou melhor “palmito”. Mas, no interior de São Paulo o “L” não tem muita vez, não”. O perfume de Bolsonaro tem o nome de “Mito”

Segundo dicionários, “mito” do grego mythós é uma narrativa que quer explicar tudo aquilo que existe e que é importante para um povo; a reunião dessas explicações, ainda segundo os dicionários, pode significar “mentira”, “pegadinha”, “absurdo”.

A maioria dos ministros de Lula, apesar de boatos espalhados pelo PT sobre a possibilidade de André Lara Resende suceder a Roberto Campos Neto na presidência do Banco Central, o diretor de Política Monetária da instituição, Gabriel Galípolo continua favorito. O nome de Resende apareceu por conta do PT tentar o favoritismo de Galípolo, levado para o BC por Fernando Haddad.

A ClearSale, uma das maiores desenvolvedoras de softwares contra fraudes digitais e de score de crédito do Brasil, virou o grande objeto de cobiça do setor. Além da Serasa Experidian, haveria mais dois interessados na aquisição do controle. O nome mais soprado é do Boa Vista, que detém perto de 15% do segmento de análise de crédito no país.

Assine o Correio do Estado

NEWSLETTER

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo.

Fique Ligado

Para evitar que a nossa resposta seja recebida como SPAM, adicione endereço de

e-mail [email protected] na lista de remetentes confiáveis do seu e-mail (whitelist).