Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ARTIGO

Venildo Trevisan: "A família"

Frei
07/12/2019 02:00 -


Estamos caminhando para o Natal e pensando como organizá-lo em nossa família. E a Igreja está celebrando o dia dedicado à família. Olha para as famílias e louva a Deus por aquelas que possuem uma tradição estruturada e definida. São famílias bem constituídas e fundamentadas em princípios cristãos de amor, de respeito e de celebrações alegres e solidárias.

Seus membros são criativos e muito empenhados em colaborar para que tudo se encaminhe para celebrar um Natal iluminado pela fé e partilhado no amor. Tudo será luz, alegria e paz.  Isso é maravilhoso. Tudo isso é sagrado. Tudo será marcado pelo entusiasmo e celebrado com expressões ricas de fé e amor. A alegria será o distintivo que mostrará a razão de ser dessas pessoas em nossa sociedade, ferida por tantas e tão tristes situações.

Vemos com uma certa apreensão que nem todos poderão celebrar nessas dimensões e nessa alegria contagiante. Cada dia que passa aumenta o número de pessoas que entram em crise matrimonial. São pessoas que se aventuraram em uma união e, com o passar do tempo, não conseguiram conduzir e realizar esse sonho de uma família bem constituída.

Já é comum famílias sem pai, ou sem mãe. Famílias sofrendo o drama de não conseguirem transmitir e cultivar uma educação sadia e organizada. Já é comum ver casais com apenas um filho, ou dois, mas com um cachorrinho, ou outro animal de estimação. Existem até campanhas incentivando a adoção de animais. E sobram as crianças.

São casais que têm medo de não conseguirem sustentar um filho. Então preferem um animal, que, mesmo sendo mais dispendioso, é mais fácil lidar. E as famílias estão cada dia com menos elementos humanos e mais dificuldades de convivência. E aos poucos se isolam umas das outras e buscam compensação nas redes sociais e em outros meios. E o sentido familiar de partilha de ideias e de sentimentos vai se enfraquecendo até morrer.

Não serão apenas essas as causas que estão levando tantas famílias à falência. Existe uma causa muito mais profunda: a causa da falta de fé e da vivência da palavra de Deus. Vejamos qual era o desejo de Deus ao constituir a família pela aliança de felicidade e de paz em todos os lares.

Vejamos o que nos diz no livro do Gênesis: “Então Deus disse: Façamos o homem à nossa imagem e semelhança. E Deus criou o homem à sua imagem e semelhança; e os criou homem e mulher. 

E os abençoou e lhes disse: sejam fecundos, multipliquem-se, encham e submetam a terra, dominem os peixes do mar, as aves do céu e todos os seres vivos que rastejam na terra.  Por isso o homem deixa seu pai e sua mãe e se une à sua mulher e eles dois se tornam uma só carne”. 

Essa narrativa se encontra no livro do Gênesis, capítulos um e dois. Revela a sabedoria de Deus ao criar o universo e o desejo de que o homem e a mulher formem uma aliança de amor e fidelidade por toda a vida.

E Deus permaneceria sempre alimentando e fortalecendo os valores humanos com as bênçãos divinas na esperança de que a família humana não se deixasse enganar pela serpente do orgulho, mas se mantivesse submissa às ordens do Criador.

Felpuda


Figurinha está trabalhando intensamente para tentar eleger a esposa como prefeita de município do interior.

Até aí, uma iniciativa elogiável. Uns e outros, porém, têm dito por aí que seria de bom tom ele não ensinar a ela, caso seja eleita, como tentar fraudar folha de frequência de servidores. 

Afinal, assim como ele foi flagrado em conversa a respeito com outro colega, não seria nada recomendável e poderia trazer sérias consequências. Só!