Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PREJUÍZO AO TRÁFICO

Ação conjunta da polícia apreende<br> 40 quilos de cocaína em carro

Operação entre PF e PRF prendeu marqueteiro de 25 anos
19/09/2019 08:30 - BRUNA AQUINO


 

Ação conjunta entre a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na tarde de ontem (18), 40,9 quilos de pasta base de cocaína, escondidos em GM Cobalt em Dourados. A droga, avaliada em R$ 800 mil seria levada Brasilândia e o motorista, um marqueteiro de 24 anos, foi preso em flagrante. 

As equipes da PF e da PRF realizavam operação integrada quando suspeitaram do veículo com placas de Dourados. Foi feito a abordagem próximo ao Hospital da Vida, quando ao verem a documentação do veículo, foi questionado sobre o real proprietário do carro. 

O marqueteiro que é natural de Dourados, apresentou respostas contraditórias às perguntas dos policiais, o que gerou desconfiança diante das informações desencontradas. O veículo e o motorista foram conduzidos até a delegacia da Polícia Federal. 

No pátio da delegacia foi encontrado diversos tabletes de pasta-base de cocaína dentro de um compartimento oculto no painel do carro. A droga foi apreendida e o motorista preso em flagrante. 

OUTRAS APREENSÕES
Nos últimos dias, ações integradas têm sido realizadas em todo o estado para coibir traficantes que tentam atravessar as regiões fronteiriças para comercializar o entorpecente. Só nesta semana, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) em conjunto com o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) desmantelaram um círculo de traficantes que refinavam e distribuiam cocaína em MS e SP. 

Em junho deste ano, o Gaeco também fechou um laboratório de refino de cocaína no Jardim Radialista, em Campo Grande. Na ocasião três pessoas foram presas e 35 quilos de cocaína foram apreendidos. 

 

 

 

 

 

Felpuda


A parceria que até então era cantada em prosa e verso, com direito à divulgação de fotos em momentos de muita alegria, dá sinais de que realmente está se esgotando. O tal parceiro quase não mais aparece nos meios de divulgação, e até criticas, digamos, “meio de leve” vêm sendo feitas. Dizem que está o “maior climão”.Mas pelo sim, pelo não, resta esperar para ver onde é que essa parceria chegará. Sei não...