Clique aqui e veja as últimas notícias!

DECISÃO

Antigo líder do PCC, "Bonitão", é condenado a 35 anos de prisão

Ele foi preso por tráfico de drogas, armas e financiamento de grupos criminosos
03/11/2021 12:25 - Gabrielle Tavares


Criminoso considerado um dos líderes da facção criminosa PCC, Giovanni Barbosa da Silva foi condenado a 35 anos e seis meses de prisão por tráfico de drogas e armas, e financiamento de grupos criminosos.

Segundo o Departamento de Combate ao Crime Organizado da Polícia Nacional do Paraguai, o preso, conhecido como Bonitão, recebeu a penalidade no dia 27 de outubro.

Ele foi preso no dia 9 de janeiro, em Pedro Juan Caballero, e extraditado para o Brasil no dia 10. Ainda em janeiro, a Justiça Federal de Ponta Porã determinou sua transferência emergencial para uma penitenciária federal.

O envolvimento dele em crimes de organização criminosa e tráfico internacional de drogas e de armas foi comprovado em inquérito policial que derivou da Operação Exílio, deflagrada em junho do ano passado para o cumprimento de nove mandados de busca e apreensão em Ponta Porã e um em São Bernardo do Campo (SP).

Investigações também apontaram que ele exercia o papel de uma das lideranças mais influentes do PCC na fronteira do Brasil com o Paraguai.

Últimas notícias