Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ASSALTANTE MORTO

Delegacia de Homicídios vai investigar tentativa de assalto a delegado

Bandidos aproveitaram porta destrancada para tentar roubar delegado e sua filha
23/05/2020 11:13 - Daiany Albuquerque


Os bandidos que tentaram rouba o delegado de Polícia Civil Rodrigo Guiraldelli Yassaka, durante a noite de sexta-feira (22), em Campo Grande, aproveitaram o momento em que o carro do delegado estava destrancado para anunciar a tentativa de assalto.

Na ação, o delegado acabou reagindo quando um dos assaltantes tentou abrir a porta onde estava a filha dele. Um dos rapazes acabou morto e o outro conseguiu fugir.

O caso foi atendido pelo delegado Reginaldo Salomão, da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), que acompanhou a perícia no local, entretanto, o fato não será investigado por ele. Isso porque até o ano passado Yassaka era chefe da Derf.

Apesar de o caso ter sido foi registrado como roubo majorado pelo concurso de pessoas e emprego de arma branca e morte decorrente de intervenção policial, ele será investigado pela Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídios (DEH).

Conforme nota da Polícia Civil, o delegado estava no interior do seu carro e, no momento em que sua filha entrou no carro, foi abordados por dois homens, que cercaram o veículo. Um dos suspeitos chegou a abrir a porta do motorista, onde o policial estava, e, com uma faca, anunciou o crime.

Logo após isso, o outro rapaz tentou abrir a porta do passageiro, onde estava a filha do policial, momento em que o delegado efetuou dois disparos, que atingiu um dos homens. O segundo autor conseguiu fugir.

 

Felpuda


A lista do Tribunal  de Contas de MS,  com nomes de gestores que tiveram reprovados os balanços financeiros  de quando exerceram cargos públicos,  está deixando  muitos candidatos de cabeça quente.  Conforme previsto  pelo Diálogo, adversários estão se utilizando de tais dados para cobrar, principalmente nas redes sociais, deixando alguns gestores na maior saia justa e tendo que se explicar. O eleitor, por enquanto, só observa. E dê-lhe!