Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CANCELADA

Na pandemia, cinco são presos por organizarem festas com 160 pessoas

Com som automotivo e fardos de bebidas, festas foram 'frustadas' pela Guarda
06/06/2020 10:34 - Bruna Aquino


 

Enquanto os casos de Covid-19 aumentam todos os dias em Mato Grosso do Sul, grupos estão organizando festas ‘clandestinas’ e desrespeitando o toque de recolher estipulado pela prefeitura nos bairros de Campo Grande. Durante a madrugada deste sábado, a Guarda Civil Metropolitana frustrou dois eventos na Capital. Juntas, duas festas em bairros diferentes reuniu 160 pessoas e seis organizadores foram presos e encaminhados até a delegacia de polícia. 

O toque de recolher foi criado para evitar que a população circule durante o horário de proibição e, consequentemente, diminua a circulação do coronavírus no município, mas o que se vê nas ruas entre das 0h às 5h é o retrato do desprezo a medida de prevenção do vírus.

Diferente dos outros dias da semana, o maior fluxo de pessoas nas ruas e nos comércios durante o horário estipulado continua sendo entre sexta-feira e domingo, segundo a Guarda Metropolitana. Na madrugada de hoje (6), por exemplo, equipes da segurança pública orientaram 232 pessoas a voltarem para suas residências. 

O prefeito Marcos Trad (PSD) já vem avisando que vai tomar medidas mais drásticas se a desobediência ao toque de recolher que foi prorrogado por mais 30 dias continuar. 

O secretário de Estado de Saúde (SES) Geraldo Resende, relaciona o aumento expressivo de casos da Covid-19 ao desrespeito no isolamento social. “A colaboração da população cada dia nos incomoda mais, nos estarrece o moderador e a porcentagem daqueles que estão em isolamento social, é muito baixa, isso é horrível, mostra mais uma vez o descompromisso do sul-mato-grossense com o bem maior que tem, que é a sua vida”, disse. 

FESTAS CLANDESTINAS

Mas o que diz respeito a denúncias sobre festas clandestinas, a cidade está cheia. De acordo com a Guarda, denúncias foram fundamentais para frustrar ao menos duas festas durante a madrugada, sendo uma delas com cerca de 100 pessoas. 

Com isso seis homens, considerados os organizadores do evento, com idades entre 19 a 52 anos, foram presos por descumprirem o decreto municipal para conter a disseminação do novo coronavírus. 

A primeira festa cancelada ocorreu em um salão de festas no bairro Parque do Lageado. Com cerca de 60 pessoas, policiais encontraram várias bebidas alcoólicas e som alto. Todas as pessoas foram retiradas do local e os organizadores presos. 

A segunda festa, uma ‘rave’ estava ‘bombando’ em um bairro mais afastado do centro, na região da Chácara das Mansões, zona rural de Campo Grande. Com som automotivo e muitos fardos de bebidas alcoólicas, as mais de 100 pessoas que estavam no local foram dispersas e os três organizadores, que pretendiam fazer a festa até domingo, foram presos.

 
 

Felpuda


Ex-cabecinha coroada anda dizendo por aí ser o responsável por vários projetos para Campo Grande, executados posteriormente por sucessor. 

Ao fim de seus comentários, faz alerta para que o eleitor analise atentamente de como surgiram tais obras e arremata afirmando que não foi “como pó mágico de alguma boa fada madrinha. 

Houve muito suor nos corredores de Brasília”. Então, tá!...