Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CRIMINALIDADE

Fim de semana com Blitz reduziu ocorrências de roubo, furto e violência doméstica

Acidentes com vítimas em estado grave também apresentaram redução neste período
03/08/2020 16:18 - Fábio Oruê


Blitz

Blitz realizada no fim de semana colaborou para a redução das ocorrências envolvendo roubo, furtos e até casos de violência doméstica. 

A iniciativa tinha como objetivo auxiliar no combate à Covid-19.  A ação resultou na apreensão de 120 veículos com lacre rompido, chassi adulterado ou sob efeito de álcool.

Conforme divulgou a prefeitura, esses veículos adulterados são, geralmente, utilizados em roubo e furto. 

A operação já apresentou resultados no fim de semana, com a redução do número de roubo e furto, se comparado ao mesmo período da semana passada. O número de registro de ocorrência por furto caiu 33,9% e de roubo, 18,2%.

Um dos casos flagrados foi o de um homem de 37 anos que foi abordado no bairro Moreninhas, no sábado de manhã. A análise dos agentes mostrou a adulteração no motor.

Questionado sobre a remarcação, o condutor disse que teria comprado o veículo por R$ 3 mil no Facebook há cerca de três meses e que o veículo ainda nem estava em seu nome.

A operação também resultou no flagrante de 92 pessoas sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), que geralmente acaba em acidente de trânsito, ocupando leitos, fundamentais para salvar vidas na luta contra a pandemia do coronavírus.

A blitz do fim de semana reduziu o número de acidentes com vítimas graves, que são encaminhadas para hospitais, em uma redução de, cerca de, 40%.

Cinco acidentes com vítimas precisando de atendimento médico em hospitais foram registrados no fim de semana passado. Com a operação, este número caiu para três nestes dias de operação (31 de julho e 1º e 2 de agosto).

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA 

Com o fechamento do comércio na semana passada, o número de violência doméstica havia aumentado. Nesta semana, houve redução no número de casos, caindo 34%, se comparado ao fim de semana passado.

 
 

Felpuda


Questão de família acabou descambando para o lado da política, e a confusão já é do conhecimento público. 

A queda de braço tem como foco a troca de apoio político que, de um, foi para outro. Sem contar as ameaças de denúncia da figura central do imbróglio. 

A continuar assim, há quem diga que nenhum dos dois candidatos a vereador envolvidos na história conseguirá ser eleito. Barraco é pouco!