Polícia
CRIME AMBIENTAL

Homem é multado em R$350 mil por construir piscina em área protegida em Bonito

O proprietário do local causou degradações ao rio Anhumas e não consultou o órgão ambiental para realizar a obra

Ketlen Gomes

20/05/2022 16:35

A Polícia Militar Ambiental (PMA) de Bonito autuou um senhor de 76 anos, proprietário de uma fazenda a 14 km da cidade, por degradação do rio Anhumas, um dos afluentes do rio Formoso, principal atrativo turístico do município. 

O infrator realizou obras e a construção de uma piscina no local, sem consulta e licença do órgão ambiental, causando uma série de degradações ao rio, danificando matas ciliares, que são Áreas de Preservação Permanente (APP), protegidas por lei. 

O dono da fazenda, de 2.450 hectares, ainda realizou um represamento do leio do rio, com uma obra em concreto e uma comporta de madeira, e desviou o leito regular do curso d’água e aterrou o local para construir uma área de lazer com piscina e redário. Um dos impactos diretos causado pela ação do homem, é a seca do rio no trecho que houve o aterramento.