Clique aqui e veja as últimas notícias!

DUPLO HOMICÍDIO

Decretada prisão de guarda que violou medida protetiva e matou ex-namorada

Foragido, guarda municipal matou a ex e conhecido, além de ferir gravemente outra mulher
01/03/2020 16:44 - Fábio Oruê


 

Prisão preventiva do guarda municipal Valtenir Pereira da Silva, de 35 anos, suspeito de matar a tiros Maxelline da Silva dos Santos, de 28, e Steferson Batista de Souza, de 32, na madrugada deste domingo, no bairro Noroeste, em Campo Grande, foi decretada após o duplo homicídio. A autor está foragido atualmente. 

Segundo a delegada da Casa da Mulher Brasileira, Bárbara Alves, Maxelline estava em um churrasco na casa de um casal de amigos quando o guarda municipal chegou no local. A vítima e a amiga Kamila Teles Bispo, de 31,  foram até a frente da casa conversar com o suspeito, quando ocorreu uma discussão. 

Em seguida, o guarda atirou na cabeça da ex-namorada e nas costas da amiga, quando ela tentou fugir para dentro do imóvel. Ao ouvir o tiro, Steferson, dono da casa e marido de Kamila, foi ver o que tinha acontecido e também acabou sendo atingido por um tiro, morrendo no local.