Polícia
MEIO AMBIENTE

PMA inicia Operação "Pesca Legal" com 102 policiais fiscalizando rios em 72 horas; Assista o vídeo

Uso de helicóptero e drones aumentará a quantidade de quilômetros fiscalizados pelos policiais

Alessandra Messias

27/06/2022 15:46

 

A Polícia Militar Ambiental destina 102 policiais e uso de helicóptero para fiscalizar os rios durante a Operação "Pesca Legal" nas cidades de Campo Grande, Corumbá e Coxim.  

Os policiais querem prevenir e atuar na repressão à pesca predatória no Estado, até o fim do mês de setembro.

São 72 horas de fiscalização que iniciam hoje (27) e vão até a próxima quinta-feira (30) no rio Paraguai e afluentes. Também serão inspecionados o rio Aquidauana, Coxim, Miranda e Taquari.  

O foco segundo os militares é a região conhecida como Caronal, no Pantanal, verificada por meio de um helicóptero. Além disso, a Polícia Militar Ambiental usa drones e conta com a participação de cinco fiscais do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul).  

Para conter avisos a pescadores que se comunicam via celular sobre a operação, os policiais estão fiscalizando também as estradas de acesso aos cursos d’água.

Participam as 10 subunidades da 1ª Companhia de Campo Grande, da 2ª Companhia de Corumbá e da 3ª Companhia de Coxim, sob orientação do Comandante da PMA, tenente coronel José Carlos Rodrigues, e do diretor-presidente do Imasul, André Borges Barros de Araújo.  

O tenente, Ednilson Paulino Queiroz, destacou a importância da fiscalização nesse período de pré-piracema que vai até outubro. "Há um reforço maior ainda, mas com racionalização de recursos depois de trabalho de inteligência".  

Segundo ele, cada unidade das seis companhias é direcionada pelo serviço de inteligência que determina os locais a serem feitas a fiscalização na Operação "Pesca Legal". "Serão pelo menos duas por mês e operações rápidas de 72 horas", informou o tenente.