Polícia
DECISÃO JUDICIAL

Jamil Name Filho é condenado e deve pagar indenização milionária por extorsão

A decisão condenou Jamil a 12 anos de prisão e determinou indenização de R$ 1,7 milhão às vítimas de extorsão

Da Redação

02/07/2022 09:45

Em decisão publicada no Diário da Justiça de Mato Grosso do Sul, nesta sexta-feira (1º), Jamil Name Filho foi condenado a 12 anos e 8 meses de prisão pelo crime de extorsão, sendo determinado o pagamento de multa de R$ 1,7 milhão às vítimas. O ex-vereador Ademir Santana foi absolvido.

A decisão da 2ª Vara Criminal absolveu Jamil da denúncia de lavagem de dinheiro por falta de provas da ocorrência do crime. A sentença é do juiz Olivar Augusto Roberti Coneglian.

Jamil estava preso desde 2019, quando foi deflagrada a primeira fase da Operação Omertà, que tem como um alvo uma grande organização criminosa que atuava em todo o Estado.

Tal operação foi deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) e Polícia Civil.

Desde então, a Justiça do Estado manteve a prisão preventiva de Jamil Name Filho.