Clique aqui e veja as últimas notícias!

VIOLÊNCIA SEM SENTIDO

Casal de idosos é agredido por jovens aparentemente alcoolizados

Na delegacia, jovem envolvida na agressão repetia que não tinha medo de ser presa
04/12/2020 18:52 - Da Redação


Um casal de idosos foi agredido, em frente de casa, por dois namorados que passeavam com seus filhotes de cachorro pela região. De acordo com testemunha, a jovem e o rapaz estavam visivelmente alcoolizados na hora da briga.

Conforme boletim de ocorrência, o fato aconteceu no bairro Vila Nossa Senhora das Graças, na madrugada desta quinta-feira (03).

Acompanhe as últimas notícias do Correio do Estado

Segundo informações, um amigo do casal abriu o portão para tirar a moto da garagem, quando o cachorro da casa, da raça Pastor Alemão, saiu para calçada.

No mesmo momento, vinha um casal de namorados passeando pela rua com seus dois filhotes de Dálmata, presos na coleira.

Vendo a preocupação da moça, quando o Pastor Alemão se aproximou para cheirar os filhotes, o amigo do casal tentou tranquilizá-la, avisando que ela e o namorado poderiam continuar o passeio, porque o cachorro não iria avançar em ninguém.

Neste momento, Yuddy Souza, um dos jovens, se irritou e passou a gritar com o rapaz.

Ao ouvir a discussão do lado de fora, o casal de idosos saiu com a guia na mão para trazer o cachorro de volta para casa. Ao se aproximarem, Luara Michelle, a namorada do jovem, também irritada, tentou agredir o idoso, que a segurou.

Vendo a situação, a idosa, assustada, pediu para que todos se acalmassem e parassem de brigar, momento em que foi atingida por um soco nos olhos, proferido por Yuddy.

Ainda de acordo com informações, após as agressões, o amigo do casal conseguiu apartar a discussão, levando os idosos e o cachorro para dentro da casa.

Ao trancar o portão, segundo testemunha, os jovens continuaram gritando, irritados, fazendo até ameaças.

Já na delegacia, enquanto os policiais colhiam os depoimentos, Luara Michelle estava visivelmente exaltada. Seguindo o b.o, a jovem xingou a equipe de "bosta" e o comandante responsável pela ocorrência de "besta"; disse, inclusive, que não tinha medo de ser presa. 

Posteriormente, indagados sobre o ocorrido, o casal pediu mais segurança, porque, mesmo tendo recorrido à justiça como puderam, sentem medo dos jovens voltarem a qualquer momento.

"Foi uma covardia. Em momento algum a gente quis discutir, quis brigar, eu fui pedir pelo amor de Deus para que ele parece de agredir a gente com palavras, e ele me deu um soco no rosto.", completou a idosa.