Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

DO PARAGUAI PARA O MUNDO

Operação nacional que apreendeu 11 toneladas de cocaína cumpre 14 mandados em MS

Polícia Federal apreendeu aviões, caminhões, fazendas e R$100 milhões dos criminosos
18/08/2020 13:34 - Gabrielle Tavares


A operação deflagrada na manhã desta terça-feira (18) pela Polícia Federal de Pernambuco cumpre 11 mandados de busca e apreensão e 3 de prisão preventiva em Mato Grosso do Sul.

A força policial atua em mais 11 estados (AL, BA, CE, GO, PA, PB, PE, PR, RN, SC, SP) e no Distrito Federal. Mato Grosso do Sul é o terceiro com o maior número de investigados. O primeiro é São Paulo, com 82, e Pernambuco, com 56.

Até as 11h de hoje, foram cumpridos 140 dos 189 mandados de busca e apreensão e mandados de prisão.

As quadrilhas trabalhavam em conjunto nos diferentes estados, em uma organização que contrabandeava cocaína do Paraguai, distribuía em território nacional e exportava para Cabo Verde e países da Europa.

Foi determinado pela Justiça Federal a apreensão de 7 aviões, 5 helicópteros, 42 caminhões e 35 imóveis e fazendas ligados aos investigados. Além do bloqueio judicial do valor de R$100 milhões.

As investigações da operação “Além-Mar” seguem desde 2018. Neste período, 12 pessoas foram presas e mais de 11 toneladas de cocaína apreendidas no Brasil e na Europa.

Só entre os meses de março a julho de 2020, foram apreendidos mais de 1,5 tonelada da droga.

A organização transporte a cocaína pela fronteira com o Paraguai e armazenava no interior de São Paulo. Em seguida, deslocavam a droga para as regiões de embarque marítimo e armazenamento em galpões.  

Por último, embarcavam o contrabando em navios de carga, através de contêineres, ou veleiros, e os mandavam para outros países.

 
 

Felpuda


Figurinha cuja eleição estava sub judice trabalha intensamente para ter a votação legalizada. Isso acontecendo, garante uma das cadeiras de vereador. Assim, quem hoje foi proclamado eleito vai para a fila da suplência.

Caso isso ocorra, a figurinha que corre o risco não deverá ficar desamparada, pois deixou secretaria municipal para disputar as eleições e poderá ter a cadeira de volta em 2021. Agora, resta esperar para ver onde vai parar.