Clique aqui e veja as últimas notícias!

PESQUISA

Maioria dos acusados no fim de 2021 não tinham ensino básico completo e média de remuneração era de um salário mínimo

Levantamento da Defensoria Pública traçou perfil dos custodiados durante recesso forense
14/01/2022 19:00 - Ana Clara Santos


A Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul, realizou um levantamento que mostra o perfil dos dos assistidos custodiados durante o recesso forense do final de ano em Campo Grande. A pesquisa foi elaborada pelo coordenador do Núcleo Criminal, defensor público Gustavo Henrique Pinheiro Silva. 

De acordo com a pesquisa, 120 pessoas passaram por audiência de custódia no período de 20 de dezembro de 2021 a 6 de janeiro de 2022. 

O levantamento mostra que dessas 120 pessoas, 21% delas estavam desempregadas, 17% tinham renda menor que um salário mínimo e 45% tinham renda entre um  e dois salários mínimos. Apenas 17% tinham renda acima de dois salários mínimos. 

Em relação à escolaridade, 79% dos 120 indivíduos não tinham o ensino básico completo. Cerca de metade delas não tinham o ensino fundamental completo e 6,06% não haviam estudado.