Polícia
DENÚNCIA

Policia Ambiental multa morador do Nova Lima por maus tratos a cão encontrado desnutrido

Ao perceber que o cão estava nesta situação a equipe da PMA apreendeu o animal e deu voz de prisão ao infrator

Judson Marinho

25/06/2022 17:36

 

A Polícia Militar Ambiental de Campo Grande (PMA) prendeu e autuou, neste sábado(25), um morador do bairro Nova Lima em R$ 2 mil por maus tratos ao deixar um cachorro sem água, alimentação e necessitando de cuidados com doença.

O caso chegou aos policiais após denúncia de que uma pessoa possuía no quintal de sua residência um cachorro da raça Pitbull que apresentava sinais de desnutrição. Chegando ao local, a equipe constatou os fatos relatados, além de perceber que o cão estava com ectoparasitas e doente.

Na residência, os policiais encontraram o dono do cão, de 23 anos, que trabalha como entregador, ele apresentou uma receita de remédio para cinomose, informando que havia levado o cachorro a uma médica veterinária em dezembro do ano passado, porém, não apresentou nenhum remédio. 

Perguntado porque não levou o animal ao Centro de Controle de Zoonoses, o tutor informou que não tinha condições financeiras para dar tratamento e alimento ao cão, mesmo demonstrando que no quintal da casa havia sinais de confecção de churrasco e muitas garrafas vazias de cerveja.

Ao perceber que realmente o cão estava em situação de maus tratos, os Policiais viabilizaram alimento para o cachorro, já que nem água na vasilha teria para o animal, de acordo com o relato da equipe da PMA.

Após analisar os fatos presenciados na casa, os policiais levaram o cão e deram voz de prisão ao infrator, que foi conduzido à delegacia de Polícia Civil, onde ele foi autuado em flagrante e poderá sair da prisão depois de pagar fiança. 

O homem responderá por crime ambiental, com pena prevista de dois a cinco anos de reclusão.

Assine o Correio do Estado