Clique aqui e veja as últimas notícias!

SURPRESA

Policiais fazem parto de emergência durante operação do DOF

Os agentes estavam em um bloqueio na rodovia quando receberam pedido de socorro de uma mulher em trabalho de parto
31/03/2021 12:30 - Gabrielle Tavares


Policiais do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) atuavam na manhã de terça-feira (30) na Operação Hórus, que combate o tráfico de drogas, quando precisaram realizar um parto de emergência, na área rural de Aral Moreira.

Sargento da Polícia Militar, Júlio César Lima e os cabos Leandro Ribas Terra, Willian Vieira da Silva e André Luiz Reginaldo de Souza, estavam em um bloqueio policial no cruzamento das rodovias MS-386 com a MS-485 quando receberam pedido de socorro de Vilma Ortiz Fritsche, 43 anos.

A mulher dirigiu um veículo com placas de Aral Moreira, ela desceu e pediu ajuda para sua cunhada, Mirian Ramirez dos Santos, 24 anos, que estava em trabalho de parto dentro do veículo. Ela precisava chegar até o município de Amambai, onde estava seu médico.

Últimas notícias

O sargento Júlio César e o cabo Willian Vieira tentaram levá-la até a cidade, mas a criança não esperou e os policiais do DOF pararam na estrada, para fazer o parto ali mesmo, dentro do veículo.

“Quando vimos que a criança ia nascer, nós pegamos as nossas roupas e forramos o carro, nisso o bebê já apareceu e foi segurado pelo cabo”, explica o sargento.

Segundo o policial, nenhum dos policiais haviam passado por situação parecida. “É totalmente diferente do que estamos acostumados no dia a dia, mas foi surpreendente e muito emocionante, principalmente quando o bebê deu o primeiro choro, a equipe toda se emocionou”.

O bebê, que recebeu o nome de Bento nasceu com 3.860 e muito saudável. A mãe, Mirian Ramirez, explicou que acordou por volta de 3h sentindo contrações leves. Ela mora em Aral Moreira, mas fez o pré-natal em Amambai e foi orientada pelo médico a se deslocar até o hospital do município vizinho.

“Uns 30 quilômetros para frente de Aral Moreira, já perto do Rio Verde, um pneu estourou e eu e minha cunhada pedimos ajuda para um senhor, que não me lembro o nome, que foi o primeiro anjo que nos ajudou e com a troca, mas nisso perdemos de 30 a 40 minutos. Seguimos viagem, mas a estrada estava ruim, o carro balançando muito e um pouco antes do bloqueio policial a bolsa estourou e a Vilma resolveu pedir ajuda do DOF”, relata Mirian.

Segundo a mamãe do Bento acredita que os policiais foram enviados por Deus para ajudar no parto. “Se não fossem eles eu não sei o que seria de nós. Os policiais foram muito gentis, nos acalmou e eu quase não senti dor, depois que o Bento nasceu o cabo Leandro Terra pegou a direção do carro da minha cunhada que não tinha condições de dirigir e nos levou até Amambai, a viatura foi acompanhando”, lembra.

Quando chegaram ao hospital Divina Providência, em Amambai, o médico que aguardava Mirina desde as 4h prestou atendimento necessário. Eles já receberam alta e estão em casa, em Aral Moreira.

Assine o Correio do Estado