OPERAÇÃO ABATE

Policia Federal combate contrabando de couro e agrotóxicos na fronteira

Grupo lavava dinheiro do contrabando de couro e agrotóxicos
13/02/2020 08:11 - Eduardo Miranda


 

Para combater quadrilha especializada em lavar dinheiro do contrabando de couro e agrotóxicos que atua na região de fronteira, a Polícia Federal desencadeou, na manhã desta quinta-feira (13) a Operação Abate. Mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos na cidade de Sete Quedas, fronteiriça com o Paraguai, origem dos produtos contrabandeados.  

Conforme a Polícia Federal, os mandados foram cumpridos nas residências dos investigados, no interior do Estado. Para lavar o dinheiro, os suspeitos usavam empresas de fachada, e nomes de laranjas.  

À ação foi denominada “Operação Abate” por causa do abatedouro que os investigados usavam para mesclar o produto lícito com o couro e agrotóxico importado indevidamente do Paraguai. Era por meio desta empresa que os suspeitos davam, conforme a PF, “aparência lícita aos valores auferidos com a prática delitiva”. A investigação é da delegacia de Polícia Federal de Naviraí. 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".