Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FRONTEIRA

Volume de apreensões de droga foi recorde em maio

Traficantes intensificaram a atuação na pandemia, mas não contavam com o reforço policial
09/06/2020 10:00 - Eduardo Miranda


 

As apreensões de drogas em Mato Grosso do Sul foram recorde no mês de maio, informa o Ministério da Justiça. A atuação integrada de várias forças policiais, estaduais e federais resultou na apreensão de 60,9 toneladas de drogas, a maioria (60,3 toneladas) de maconha.  

Foi o mês com mais apreensões desde que o Sistema Vigia, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, foi implantado, em setembro de 2019.  

Até então, o recorde de apreensões havia ocorrido em abril, mês anterior, quando policiais do Departamento de Operações de Fronteira e das polícias Rodoviária Federal, Militar, Civil e Federal retiveram 44,2 toneladas de drogas no Estado. O maior volume de drogas confiscadas foi registrado nos municípios próximos à fronteira com o Paraguai.  

“Perto do que nós vínhamos apreendendo mensalmente, os números de abril e maio saem completamente da curva”, comenta o coordenador-geral de Fronteiras da Secretaria de Operações Integradas (Seopi) do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Eduardo Bettini. As 60,9 toneladas de droga de maio são quase seis vezes o volume obtido em março.

O aumento das apreensões ocorre no período de pandemia, em que as pessoas são orientadas a manter o isolamento social. O reforço das barreiras sanitárias nas fronteiras, inclusive, pode estar contribuindo para o aumento de apreensões.  

“Houve um aporte de recursos de aproximadamente R$ 22 milhões, e direcionamos parte deste dinheiro para a Operação Horus [feita por meio do sistema Vigia]”, explica Bettini. Ele ressalta que boa parte desta verba – aproximadamente R$ 1,5 milhão – foi utilizada para a compra de equipamentos de proteção individual (EPIs) e que uma quantia significativa foi utilizada para aumentar o efetivo policial na região de fronteira, por meio do reforço no pagamento de diárias e aumento das operações. “Isso proporcionou aos comandantes das unidades manter mais policiais no terreno”, avaliou.  

NOVO COMANDANTE

Conforme Bettini, a expectativa é que a atuação do sistema Vigia ganhe ainda mais força, e uma das razões para esta previsão é a chegada do coronel Marcos Paulo Gimenez ao comando da Polícia Militar. “Ele e outros oficiais da PM de Mato Grosso do Sul estão no Vigia desde sua implantação, e todos têm um nível de comprometimento muito grande com sua operação”, afirmou.

Desde que o sistema Vigia foi implantado em Mato Grosso do Sul, em setembro de 2019, um total de 201 toneladas de drogas foram apreendidas, sobretudo na região de fronteira. 

 
 

Felpuda


Como era de se esperar, as pesquisas mexeram nos ânimos de candidatos, principalmente daqueles que apareceram com índices pífios.

E assim, muitos deles certamente darão novo rumo às suas campanhas eleitorais.

A maioria, é claro, tenta mostrar otimismo, e o que mais se ouve por aí é que “agora o momento será de virada”.

Como disse atento e irônico observador: “Tem gente por aí que poderá virar, sim. Mas virar gozação!”. Ui...