Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

CONTRA RECEPTAÇÃO

Youtubers de MS são alvo da polícia e tem carros e equipamentos apreendidos

Três carros com suspeita de adulteração foram levados e um terceiro homem que escondia o veículo de um dos investigados foi preso
24/08/2020 18:20 - Nyelder Rodrigues


Policiais da 1ª e 3ª delegacias de Polícia Civil (DP) apreenderam nesta segunda-feira (24) carros e equipamentos dos youtubers Dudu Razuk e PetrolHead - Eduardo Rezende da Silva e Luan Galasso são os nomes reais dos dois. Uma terceira pessoa foi presa por esconder um dos carros dos investigados, sendo arbitrada fiança de R$ 5 mil para ele.

As apreensões aconteceram em cumprimento a mandados de busca da 1ª Vara Criminal de Campo Grande que visavam encontrar drogas, armas, aparelhos celulares, computadores, mídias de armazenamento de dados e veículos em posse dos youtubers.

Conhecidos por divulgarem em seus canais no YouTube práticas ilegais no trânsito e outras condutas, a dupla teve três carros de luxo apreendidos por suspeita de adulteração de suas características, sem permissão para tal no Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Os veículos serão submetidos a perícia e vistoria do órgão.

Além disso, os policiais encontraram uma porção de maconha na casa de um dos investigados. O nome de quem portava a droga e a quantidade não foi divulgada. O entorpecente foi apreendido e um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) de porte de drogas para uso foi lavrado.

 
 

Já um outro homem foi preso por receptação na modalidade de ocultação do bem em uma outra residência. Aos policiais, ele relatou que recebia R$ 100 por mês há mais de um ano para esconder o veículo de um dos youtubers alvo da investigação. No caso, o automóvel teria origem paraguaia e teve eu motor desmontado - peças estavam no porta-malas.

Dudu Razuk já havia sido detido pela 3ª DP por receptação em abril. Ele estava com um Toyota Corolla de origem paraguaia e a investigação apontava que ele iria desmanchar o carro para revender peças. Apesar disso, ele foi liberado após pagamento de R$ 20 mil de fiança.

Ele afirmou na época que o veículo foi adquirido por outra pessoas no Brasil e repassado a ele para produção de vídeos em seu canal no Youtube. Dudu já foi indiciado também por incitação ao crime, direção perigosa e descumprimento de medida preventiva sanitária, e já vem sendo investigado por sonegação fiscal, jogos de azar e rifas.

Antes disso, Dudu já tinha causado polêmica ao desrrespeitar o toque de recolher de Campo Grande e aparecer dirigindo pela cidade. Em outra oportunidade, pré-pandemia, ele já vinha sendo denunciado pela imprensa local e nacional por seus vídeos.

Ele aparecia em alta velocidade pelas ruas da cidade, desafiando a lei. Além disso, ele passou a ofender profissionais de imprensa e incitou ataques de seus seguidores aos jornalistas e veículos de comunicação que denunciaram a situação.

 

Felpuda


Depois de se “leiloar” durante meses, e afirmando que estava até escolhendo o município para se candidatar a prefeito, ex-cabeça coroada não só não recebeu acenos amistosos, como também não encontrou portas abertas com tapete vermelho a esperá-lo. 

Assim, deverá pendurar as chuteiras e fazer como cardume em seu pesqueiro: nada, nada...