Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DIA DO TRABALHO

‘Gostaria que todos voltassem a trabalhar’, diz Bolsonaro

Presidente participou de live da deputada federal Bia Kicis, do Distrito Federal
01/05/2020 13:50 - Daiany Albuquerque


 

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta sexta-feira (1º), feriado do Dia do Trabalho, que gostaria que todos os brasileiros estivessem trabalhando e voltou a colocar a culpa em prefeito e governadores. A orientação para o distanciamento social, porém, partiu do próprio Ministério da Saúde, que segue orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Durante live da deputada federal bolsonarista Bia Kicis (PSL-DF), que participou de reunião entre o presidente e agricultores, na manhã de hoje no Palácio da Alvorada, Bolsonaro deu um breve recado.

“Eu gostaria que todos voltassem a trabalhar, mas quem decide isso não sou eu, são os governadores e prefeitos. O Brasil é um país maravilhoso. Tenho certeza que tendo Deus acima de tudo brevemente voltaremos à normalidade”, declarou o presidente.

O distanciamento social tem sido usado no mundo todo para evitar o aumento do contágio pela Covid-19, o novo coronavírus, que já matou mais de 6 mil pessoas no Brasil. Em Mato Grosso do Sul, são 235 casos confirmados e nove mortes pela doença. A medida foi indicada pela OMS para evitar que os sistemas de saúde entrem em colapso rapidamente e assim não consigam atender a demanda de pacientes, já que muitos que contraírem a doença vão precisar de internação.

 

Felpuda


Questão de família acabou descambando para o lado da política, e a confusão já é do conhecimento público. 

A queda de braço tem como foco a troca de apoio político que, de um, foi para outro. Sem contar as ameaças de denúncia da figura central do imbróglio. 

A continuar assim, há quem diga que nenhum dos dois candidatos a vereador envolvidos na história conseguirá ser eleito. Barraco é pouco!