Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

EXCLUSIVO

Ao Correio do Estado, Mandetta diz que honrou valores

“Os valores aprendidos em MS são importantes em momentos em que temos de tomar decisões de coerência na vida”
16/04/2020 18:19 - Eduardo Miranda


Em entrevista ao Correio do Estado, o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), disse que sua atuação no Ministério da Saúde foi pautada pelos valores que aprendeu em Mato Grosso do Sul.

 “A gente sabe como esses valores são importantes em momentos em que temos de tomar decisões de coerência na vida”, disse Mandetta, que foi exonerado do ministério nesta quinta-feira (16) pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Procurei honrar e traduzir com ações sempre marcadas com os valores que a gente aprende aí, com toda essa família campo-grandense, com toda essa sociedade, com os nossos pais, nossos avós, muitos deles aí pioneiros aí nessa terra”, agradeceu.  

Mandetta permaneceu à frente do Ministério da Saúde por pouco mais de 1 ano e 4 meses, e lembrou da importância da imprensa local de Mato Grosso do Sul. 

“Muito obrigado a todo mundo. Ao Correio do Estado, que foi sempre uma imprensa livre, forte, independente, crítica, e que ajudou muito a forjar as posições que nós tivemos de tomar aqui em nível nacional”, afirmou.

“Pode ter certeza que sempre pensei muito no respeito e na tratativa respeitosa que tive da imprensa do meu Estado”, finalizou.  

AJUDA AO PRÓXIMO

Mandetta também afirmou que agora é o momento de ajudar ao próximo, em todos os sentidos. 

“Ajudar o próximo ministro que vai estar aqui, para que a mudança possa ser a mais suave possível, com nossa equipe comprometida e técnica”, lembrou.

O médico campo-grandense, ex-secretário de saúde da Capital, ex-deputado federal por dois mandatos, e agora ex-ministro da Saúde, ainda ressaltou que a ajuda que todos devem dar ao próximo é para atravessar este momento. 

“Um momento duro não só da saúde, mas da economia. Empresariado sofrendo, imprensa sofrendo. Teremos de fazer muito esforço”, lembrou. 

 
Mandetta diz que honrou valores apreendidos em MS - Da redação
 

Felpuda


A futura composição  dos 29 vereadores  em Campo Grande poderá ser diferente  da que foi oficializada, segundo o que  se tem ouvido,  com certa frequência, nas rodinhas de conversas dos meios políticos.  

Nova distribuição  das cadeiras poderá ocorrer e, assim, quem está prestes a entrar com pompa e circunstância poderá nem passar pela porta de entrada  e tomar posse de cadeira  para chamar de sua.  

O caldeirão está fervendo.