Clique aqui e veja as últimas notícias!

REDUÇÃO DE DANOS

Deputados tentam explicar os motivos de terem aprovado Fundão Eleitoral

Rose, Bia Cavassa, Beto Pereira e Ovando dizem ser contra o Fundo, mesmo tendo aprovado a matéria
20/07/2021 07:30 - Eduardo Miranda

Os quatro deputados federais de Mato Grosso do Sul que votaram pela aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) – em que o Fundão Eleitoral que vai financiar as campanhas de 2022 passa de R$ 2 bilhões para R$ 5,7 bilhões – agora correm para tentar reduzir os danos em suas bases.  

Os parlamentares do PSDB Rose Modesto, Beto Pereira e Bia Cavassa, mais o deputado federal Luiz Ovando (PSL), agora dizem que são contra o Fundão, mas que votaram pelo avanço da lei orçamentária por outros motivos.  

“O meu voto foi favorável à LDO porque é uma lei que direciona as metas orçamentárias e que contém inúmeras outras ações importantes, que a gente não poderia deixar de aprovar”, justificou Bia Cavassa.  

Ainda não acabou... Faça login ou cadastre-se para continuar lendo essa notícia gratuitamente

Receba acesso também a outras notícias exclusivas. É rapidinho e não pediremos seu cartão de crédito :)

Quero Me Cadastrar

Já tem cadastro? Faça login clicando aqui