Clique aqui e veja as últimas notícias!

REAÇÃO

Aras pede 'apuração' contra professor que o chamou de 'poste geral da República'

O PGR atribui ao docente supostos crimes honra em razão de críticas à sua atuação
17/05/2021 22:00 - Estadão Conteúdo


O procurador-geral da República, Augusto Aras, enviou ao reitor da Universidade de São Paulo, Vahan Agopyan, uma representação pedindo a apuração de suposta 'violação ética' do professor da Faculdade de Direito da instituição Conrado Hubner Mendes. 

O PGR atribui ao professor supostos crimes honra em razão de críticas à atuação de Aras à frente do Ministério Público Federal e pede que sejam 'adotadas as providências que o caso requer'.

A representação questiona publicações feitas por Conrado no Twitter e ainda um artigo publicado no jornal Folha de S Paulo alegando que o professor utiliza 'termos que exorbitam da crítica ácida para flertar com o escárnio e a calúnia'. 

Últimas notícias

A íntegra do documento foi publicada pelo site Consultor Jurídico.

Os tweets reproduzidos no documento foram publicados em janeiro deste ano, e estão relacionados a pandemia da covid-19. 

Nos posts, Conrado se referiu a Aras como 'poste geral da República' e 'servo do presidente da República'. Já o artigo publicado no jornal Folha de S. Paulo tem como título: 'Aras é a antessala de Bolsonaro no Tribunal Penal Internacional'.