Clique aqui e veja as últimas notícias!

CAMPO GRANDE

Vereadores querem que prefeitura arque com gratuidade no transporte coletivo

Depois da audiência, os assuntos debatidos serão encaminhados para reuniões fechadas com os grupos responsáveis
03/12/2021 13:25 - Gabrielle Tavares, Glaucea Vaccari


Comissão Permanente de Transporte e Trânsito da Câmara Municipal realizou audiência na manhã desta sexta-feira (3) para debater a situação do transporte coletivo em Campo Grande.

Entre as reclamações, a que se destacou foi a falta de subsídio dos órgãos públicos para a gratuidade dos passes de estudantes, idosos e pessoas com deficiência.

Além de representante comunitário, compareceram representantes da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), Consórcio Guaicurus e Conselho Estadual de Trânsito (Cetran), além de órgãos reguladores e fiscalizadores, como Tribunal de Contas do Estado (TCE) e Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos (Agereg). 

O vereador professor André Luis (Rede) disse que a audiência não "quer achar culpado, mas sim solução".

"Campo grande tem uma estrutura viária que é invejável, a gente podia ser exemplo para o mundo inteiro e não está sendo, tem que discutir o que está acontecendo, ou o planejamento não está adequado, ou a realização não está sendo implementada".

O presidente da Comissão, vereador Alívio Vilassanti (PSL), disse que a equipe visitou os terminais de ônibus para verificar os problemas, e afirmou que a regulação precisam ter acesso a todos os dados do Consórcio Guaicurus.

"Isso é o privado prevalecendo sobre o público, é uma inversão de valores. Não estamos aqui dizendo que há má fé, mas tem que ter controle para fazermos uma avaliação mais técnica e não de forma empírica", disse.