Clique aqui e veja as últimas notícias!

RESULTADO

‘Blitz’ feminina tem resultado e senadoras podem ter assento na CPI da Covid

A bancada feminina, liderada pela senadora Simone Tebet (MDB), se fez presente na comissão e solicitou uma integrante mulher nos trabalhos
04/05/2021 15:52 - Flávio Veras


A bancada feminina, liderada pela senadora Simone Tebet (MDB), compareceu com quatro integrantes no início dos trabalhos da sessão realizada para o depoimento do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (MDB), na CPI da Covid.  

Além de Tebet, também estava outra parlamentar de Mato Grosso do Sul, a senadora Soraya Thronicke (PSL). Elas estavam acompanhadas por Eliziane Gama (Cidadania) e Leila Barros (PSB).  

Em sua fala, Simone reforçou a decisão da bancada feminina de sempre ter pelo menos uma senadora presencialmente na CPI. Ela lamentou os mais de 400 mil mortos e reforçou que quaisquer autoridades públicas responsáveis, sejam federais, estaduais ou municipais, devem ser investigadas.  

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

“A bancada feminina se faz presente, sim, nesta comissão, mesmo sem direito a um assento. Não tenham medo da palavra e da fala de uma senadora. Estamos aqui porque nós queremos buscar a verdade”, disse.  

O parlamentar ainda ressaltou que a bancada é formada por senadoras de diferentes partidos e linhas ideológicas.  

Após o apelo das parlamentares, o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD), agendou uma reunião para essa quarta-feira (5) para conversar sobre uma possível inclusão de uma representante da bancada como integrante permanente dos trabalhos.  

“Nós temos uma bancada feminina grande no Congresso, acho justo a inclusão de uma representantes delas na comissão. Quanto mais debate e análise de todas as visões políticas, melhor para o trabalho das investigações”, disse.  

A informação foi reforçada, há pouco, pelo vice-presidente do colegiado, o senador Randolfe Rodrigues (Rede), que confirmou que tudo indica que o grupo feminino terá a inclusão de ao menos duas senadores, uma como membro titular e outra na vaga de suplente.

Assine o Correio do Estado