Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

DEPORTAÇÃO

Brasil expulsou 1,2 mil estrangeiros condenados por crimes desde o ano passado

Ministro da Justiça disse nas redes sociais que lei não estava sendo cumprida nos governos anteriores
11/03/2020 12:40 - Ricardo Campos Jr


Mutirão do Ministério da Justiça expulsou, desde o ano passado, 1.238 estrangeiros que viviam em território nacional, haviam sido condenados por crimes e já cumpriram a pena. O caso mais recente foi o de um norte-americano que havia praticado exploração de pornografia infanto-juvenil.

O titular da pasta, Sérgio Moro, disse nas redes sociais que os imigrantes “são bem vindos no Brasil, mas aquele que comete crime tem que ser expulso”.

Em 2015 houve apenas 22 expulsões “porque lei havia sido abandonada”, completou Moro. Em 2016 foram 373, em 2017 foram 373 e em 2018 foram 670.

Para que um estrangeiro seja banido, é preciso que a sentença que o condenou tenha transitado em julgado, ou seja, torne-se definitiva pela impossibilidade da apresentação de novos recursos perante à Justiça.

O procedimento vale para qualquer crime que tiver como pena a prisão. O norte-americano citado acima tentou pedido de reconsideração, que foi indeferido diante da “ausência de amparo legal, fatos novos ou circunstâncias relevantes suscetíveis de justificar a inadequação da medida”.


 

 

Felpuda


Apressadas que só, figurinhas tentaram se “apoderar” do protagonismo de decisão administrativa. Não ficaram sequer vermelhas quando se assanharam todas para dizer que tinham sido responsáveis pela assinatura de documento que, aliás, era uma medida estabelecida desde 2019. Quem viu o agito da dupla não pode deixar de se lembrar daquele pássaro da espécie Molothrus bonarienses, mais conhecido como chupim, mesmo. Afe!