Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ELEIÇÕES 2020

Tribunal Superior Eleitoral registrou 66 mil pedidos de candidaturas no Brasil

A expectativa do TSE é de 700 mil registros até o fim do prazo, no Estado foram 522 candidaturas até agora
21/09/2020 09:00 - Agência Brasil, Súzan Benites


Foram registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) 66.420 pedidos de candidatura para concorrer aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador nas eleições municipais de 2020, até as 18h de ontem. 

Seguindo a tradição brasileira, os homens são maioria na disputa, representando 66,9% dos pedidos, e as mulheres, 33,1%. 

A faixa etária predominante é de pessoas entre 40 anos e 44 anos de idade e mais da metade, 52,5%, declararam-se casados.

Os dados constam na plataforma do TSE DivulgaCandContas, que aponta ainda que brancos e pardos estão em maior número entre os postulantes a uma vaga eletiva municipal, 51,21% e 35,93%, respectivamente, seguidos de pretos, 10,74%. 

Amarelos e indígenas não chegam a 1% dos registros até agora.  

Já em relação ao grau de escolaridade, a plataforma indica que 37,65% têm Ensino Médio completo, na sequência vem os que têm Ensino Superior completo (26,16%), Fundamental incompleto (12,52%), Fundamental completo (11,58%), Superior incompleto (4,8%) e Ensino Médio incompleto (4,72%). 

Os que declararam que apenas leem e escrevem somavam 2,57%.

OCUPAÇÃO

A maioria (18,11%) dos candidatos não se encaixou em nenhuma das ocupações mais frequentes listadas pela Justiça Eleitoral e marcou “outros” nessa opção. 

Aparecem na sequência os registros de servidores públicos com 7,07%, agricultores com 6,89% e empresários com 6,47%. Comerciantes, vereadores e donas de casa representam 5,63%, 5,14% e 3,73%, respectivamente.

A quantidade exata de candidatos nas eleições de novembro ainda está muito aquém da previsão do TSE, de 700 mil. 

O prazo de entrega da documentação exigida pela Justiça Eleitoral para a solicitação dos registros pela internet expira às 8h do dia 26 de setembro. Após esse horário, a entrega terá de ser presencial e agendada, exigindo deslocamento ao cartório e os devidos cuidados sanitários.  

O agendamento para atendimento presencial será feito pelos meios informados pelo TRE e por cartórios eleitorais, e estará disponível das 8h30min às 19h. 

O atendimento será marcado conforme a ordem de chegada dos pedidos – o interessado não poderá escolher o horário.

Depois de receber os requerimentos, a Justiça Eleitoral valida a documentação e a encaminha à Receita Federal para emitir o CNPJ. 

Com o CNPJ e o registro, os candidatos já podem abrir a conta-corrente da campanha, ficando aptos para iniciar a arrecadação de recursos após o dia 26 de setembro.

Entre os partidos, o que lidera com o maior número de candidaturas é o MDB, com 5.415 ou 8,15% do total. Na sequência vem o PP com 8,06%, o PSD com 7,29% do total e Republicanos com 6,13%.

Os partidos com o menor número de candidaturas são o PSTU e PCB. O PSTU tem 30 candidatos inscritos, ou 0,05% do total. Já o PCB tem 28 candidatos em todo o Brasil, 0,04%.

Candidatos em MS

De acordo com a plataforma on-line do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Mato Grosso do Sul foram 552 candidaturas registradas até ontem (20).

São 27 candidatos postulantes a uma vaga de prefeito, 27 vice-prefeitos e 498 elegíveis a um cargo de vereador.

DATA

Por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a data do primeiro e do segundo turno das eleições municipais deste ano foram alteradas para os dias 15 e 29 de novembro, respectivamente. 

A mudança foi feita por meio da aprovação de uma emenda constitucional por deputados e senadores.

 
 

Felpuda


Falatório e atitude de membro da família acenderam a luz vermelha no “QG” de candidato, pois poderão causar muitos estragos. 

A tropa de choque de defensores do candidato a prefeito já foi colocada em campo e só falta falar que os genes de ambos são diferentes. 

E com relação ao dito-cujo, sabe-se que deverá ser orientado a “baixar a bola” nos próximos dias, mais precisamente até o término da campanha eleitoral.

Afinal...