Política
ELEIÇÃO SUPLEMENTAR

Apenas um candidato de Angélica recebeu apoio de postulante ao governo

Ao menos 8,6 mil vão às urnas no município de novo, pois o vencedor da última eleição virou ficha suja e não assumiu

Celso Bejarano

14/05/2022 08:00

Quatro candidatos concorrem à prefeitura de Angélica, a 277 quilômetros de Campo Grande, em eleição suplementar, neste domingo. Deles, três são representantes de candidatos ao governo de Mato Grosso do Sul. No período de campanha à prefeitura, entretanto, apenas um representante da majoritária esteve na cidade.

O único que recebeu apoio de seu candidato ao governo foi Roberto Cavalcanti, do União Brasil, que tem como vice Cleber Luiz Graciano, o Cleber Verdureiro, do PSB.

Sábado (7), a pré-candidata à sucessão estadual da legenda, deputada federal Rose Modesto, foi à cidade e também caminhou com o candidato pelas ruas centrais.  

O União Brasil aposta na vitória de Cavalcanti com expectativa. Caso isso ocorra, o União Brasil, legenda surgida a partir da fusão do DEM com o PSL, conquistará o primeiro mandato no País.