Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ELEIÇÕES 2020

Drone-abelha assusta candidato do PV Marcelo Bluma durante caminhada política

Ao lado do Pastor Alvarenga, candidato a vice-prefeito, e de concorrentes à Câmara Municipal pelo partido, ex-vereador criticou gestão das áreas verdes
12/09/2020 11:55 - Marcos Pierry


Os animais de estimação eram esperados mas não apareceram durante a convenção em formato de caminhada que o PV programou, para a manhã deste sábado, como estratégia de confirmação do ex-vereador Marcelo Bluma à disputa pela vaga de prefeito de Campo Grande ao lado do candidato a vice, Pastor Alvarenga.

Mas o barulho de um drone acabou assustando Bluma durante o passeio político-ecológico pela Alameda Arquiteta Íres Ebner, com acesso pela Avenida Nelly Martins (Via Parque), entre as ruas Pernambuco e Das Garças.

Ao ouvir o drone, o candidato, que é engenheiro e advogado, pensou que se tratava do zumbido de um inseto e chegou a alertar quem estava por perto - “cuidado, é abelha!” - antes de ver o equipamento voador de filmagem.

Na convocatória, o Partido Verde estimulava os correligionários a levarem seus pets ao evento. A convenção municipal da sigla foi realizada em tom informal, quebrando o protocolo palco-plateia. Quarenta e cinco banners distribuídos ao longo da alameda - uma trilha para pedestres com 100 metros de extensão e área verde ao redor - estampavam as propostas do partido.

Treze mulheres e 30 homens, em um total de 43 nomes, foram oficializados como concorrentes à votação para vereador.

Os tópicos do programa de governo, descritos nos cartazes, alimentavam o papo à medida em que a caminhada avançava. Além da instalação de três lixeiras, o mutirão de 40 pessoas formado por candidatos, assessores e filiados realizou a limpeza da área e coleta de lixo com separação dos itens recicláveis. Na entrada, um agente partidário verificava a temperatura, o uso de máscara e distribuía álcool em gel aos participantes.

Os verdes criticaram o estado de conservação da área natural, banhada pela nascente de um córrego que deságua no Parque do Sóter e habitada por araras, cotias, gambás e peixes nativos. Essas foram algumas das espécies que puderam ser observadas neste sábado.

Em 2005, o então prefeito Nelson Trad inaugurou no local o chamado Espaço Público Arquiteta Íres Ebner, fronteiriço ao bairro Santa Fé. A atual gestão municipal, segundo o PV, não faz a manutenção do espaço adequadamente.

 

Felpuda


Partido político está vivendo processo de autofagia cá por essas bandas. Nada de ideologia ou defesa dos interesses dos filiados. O problema, segundo os mais observadores, é que lideranças não se contentaram em ter cada uma o seu pedaço e decidiram tomar conta com exclusividade do espólio, que, aliás, é regado com cifras milionárias. A legenda deverá se transformarem uma máquina de lavar, no caso, cheia de roupas sujas. E dê-lhe!