Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

ELEIÇÕES

Candidatos a prefeito fechados com Bolsonaro patinam em Mato Grosso do Sul

Quem surfa na popularidade do presidente da República tem dificuldade para decolar
31/10/2020 10:30 - Flávio Veras


Nas quatro maiores cidades de Mato Grosso do Sul, os candidatos que tentam colar na imagem do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não estão aparecendo nos primeiros lugares das pesquisas realizadas até agora.

O bolsonarismo, que provocou uma onda em 2018, foi um fenômeno capaz de alavancar e eleger diversas candidaturas de figuras até então pouco conhecidas no cenário político nacional e estadual.

Transferência

O vereador Vinicius Siqueira (PSL) carrega as bandeiras do bolsonarismo e há quatro anos faz oposição ao atual prefeito e candidato à reeleição, Marcos Trad (PSD).

Na pesquisa do Ibope divulgada nesta sexta-feira, Siqueira aparece apenas na quarta posição, com 7% das intenções de voto, atrás inclusive do candidato do PT, Pedro Kemp, que tem 8%. Na pesquisa IPR/Correio do Estado, o vereador do PSL também é apenas o quarto colocado, com 4,7%, atrás de Marcos Trad (PSD), que lidera com 53,3%; Sérgio Harfouche (avante), que tem 7,95%; Dagoberto (PDT), com 6,36%; e Pedro Kemp (PT), com 6,01%.

Outro candidato à Prefeitura de Campo Grande que se projeta nesse espectro político é o procurador de Justiça licenciado Sérgio Harfouche, que aparece um pouco mais bem posicionado, em segundo nos dois levantamentos citados acima. Em sua campanha eleitoral, a principal bandeira é a defesa da família tradicional brasileira, tema muito caro ao presidente

No Ibope/TV Morena, por exemplo, o jurista tem 11% das intenções de votos. Ou seja, 35 pontos porcentuais abaixo do atual prefeito e líder nas pesquisas, Marcos Trad, que alcançou 46%.

Dourados

Na segunda maior cidade do Estado, Dourados, a situação também está difícil para os bolsonaristas. Quem carrega essa bandeira nas eleições municipais da Cidade Modelo é o primo da senadora Soraya Thronicke, Mauro Thronicke (PSL). De acordo com o último levantamento realizado pelo Instituto Ranking, o candidato tem 1,20% da preferência do eleitorado. Com a margem de erro da pesquisa, que é de 4,40%, ele poderia chegar aos 5%.

Com o índice alcançado por Thronicke, ele está 41,40 pontos atrás do primeiro colocado, o deputado estadual Barbosinha (DEM), que lidera a corrida eleitoral com 42,60%.

Assim como a prima e senadora era em 2017, Mauro é também pouco conhecido no cenário político local. Em suas redes sociais, ele tem apoio maciço da senadora e sempre procura associar sua imagem à da parlamentar, bem como à do presidente da República. Contudo, levando em consideração as pesquisas, a estratégia está sendo pouco eficaz.

Três Lagoas

Já a terceira maior cidade do Estado, Três Lagoas – que, de acordo com a última estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), tem atualmente 120 mil habitantes –, conta com dois candidatos que tentam “surfar” no bolsonarismo. O que mais tem identificação com as bandeiras do presidente e sempre teve seu nome associado a ele é o vereador e candidato a prefeito Renée Venâncio (PL).

Outro candidato que se apresenta dentro deste cenário de direita é o Tenente Coronel Ênio. Assim como seu colega de farda na Polícia Militar e deputado estadual Coronel David (sem partido) e o próprio presidente Bolsonaro, que foi capitão do Exército Brasileiro, Ênio é oriundo das Forças Armadas. Nas pesquisas, Ênio e Venâncio aparecem com menos de dois dígitos, bem distantes do atual prefeito Ângelo Guerreiro (PSDB), que lidera com ampla vantagem.

Corumbá

Em Corumbá, quarta maior cidade em MS, de acordo com pesquisa realizada pelo Correio do Estado ao Instituto de Pesquisa de Mato Grosso do Sul (Ipems) do dia 28 de setembro, o candidato do PSL Elano Almeida, aparece com apenas 9,2% das intenções de voto, na quarta posição, e tem como bandeira o combate à corrupção. No entanto, tem a família tradicional como uma das suas bandeiras.

Pesquisas citadas da Capital: Ibope (MS-09748/2020), IPR (MS-05221/2020), Dourados, Ranking (MS-07550/2020), Corumbá Ipems (02364/2020). Sobre as pesquisas de Três Lagoas, os porcentuais não foram citados.

 
 

Felpuda


Ex-petista de quatro costados, que acabou se aboletando em outro partido já há algum tempo, decidiu se submeter mais uma vez às urnas na tentativa de voltar a comandar cidade do interior de Mato Grosso do Sul. O eleitorado não botou fé e decidiu reeleger o atual prefeito.

Agora, há quem diga que o dito-cujo, que é fã de Carnaval, já pode ir preparando sua fantasia: “palhaço das perdidas ilusões”. Ô maldade!