Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

PROPOSTAS PARA O COMÉRCIO

Candidatos à prefeitura da Capital farão debate sobre setor varejista da cidade

Organizado pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Campo Grande, os candidatos publicarão vídeos respondendo perguntas sobre o setor
23/10/2020 12:32 - Gabrielle Tavares


A partir de segunda-feira (26), candidatos à prefeitura de Campo Grande vão gravar vídeos respondendo a perguntas sobre o comércio da Capital, que serão publicados nas redes sociais da Câmara de Dirigentes Lojistas de Campo Grande (CDL CG).

A entidade alega que organizaram a ação pela importância de ouvir o que os candidatos pensam e propõem para o varejo do município.

“Somos os maiores geradores de emprego de Campo Grande e queremos conhecer as propostas daqueles que se colocaram à disposição, como um possível futuro prefeito”, afirmou o presidente da CDL CG, Adelaido Vila.

Todos os candidatos vão responder as mesmas três perguntas, que deverão ser respondidas em até três minutos.

“Queremos saber o que o varejo terá de melhorias. Isso é democrático e nós acreditamos que os candidatos precisam falar com o nosso setor, pois contribuímos muito para o aquecimento da economia local”, argumentou Vila. 

Confira as perguntas preparadas pela CDL CG:

• Somos reconhecidos como o Estado do Agronegócio. Mas quem sustenta a população é o varejo. Em Campo Grande 65 % da população economicamente ativa trabalha no varejo. E mesmo assim não existe nenhuma política pública para o segmento. Qual é o seu projeto para o Varejo de Campo Grande?

• Nas últimas pesquisas elaboradas pela CDL Campo Grande, transporte coletivo e insegurança pública foram apontados como pontos de maior dificuldade. Como melhorar estas duas áreas?

• O varejista campo-grandense formal paga inúmeras taxas e impostos e concorre diretamente com a informalidade, contrabando e descaminho. Qual é o seu projeto para esta questão?

Os vídeos serão exibidos nas redes sociais e portal da CDL CG de acordo com a seguinte ordem:  

26 de outubro – Esacheu Nascimento (PP);  

27 de outubro – Marcelo Bluma (PV);  

28 de outubro – Paulo Matos (PSC);  

29 de outubro – Sidneia Tobias (Podemos);  

30 de outubro – Marcio Fernandes (MDB);  

2 de novembro – Dagoberto Nogueira (PDT);  

3 de novembro – Marquinhos Trad (PSD);  

4 de novembro – Guto Scarpanti (Novo);  

5 de novembro – Vinicius Siqueira (PSL);  

6 de novembro – Thiago Assad (PCO);

9 de novembro – Pedro Kemp (PT);  

10 de novembro – Cris Duarte (PSOL);  

11 de novembro – Marcelo Miglioli (Solidariedade);  

12 de novembro – Sérgio Harfouche (Avante);  

13 de novembro – João Henrique (PL).

 
 

Felpuda


Racha em entidade religiosa teve péssimas consequências eleitorais na disputa por vagas na Câmara Municipal de Campo Grande.

O quiproquó, também, digamos, com nuance familiar, provocou estragos da-que-les.

Aí, como consequências, fez com que quem está não conseguisse votos suficientes para permanecer em 2021-2024 e quem estava fora tentando retornar ficasse à beira do caminho. 

Como se vê...