Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

EXONERAÇÃO

Carla Stephanini será substituída por Tai Loschi na Secretaria da Mulher

Stephanini deve candidatar-se à vereadora nas próximas eleições
02/04/2020 18:02 - Eduardo Miranda


 

O prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD), exonerou a subsecretária Carla Charbel Stephanini do carGo de subsecretária de Políticas para a Mulher da prefeitura de Campo Grande. Ela será substituída por Elza Maria Verlangieri Loschi, mais conhecida como Tai Loschi, que já atuava na coordenação da Casa da Mulher Brasileira em Campo Grande.

Stephanini deve candidatar-se à vereadora nas próximas eleições. No ano passado, ela deixou o MDB e filiou-se ao PSD, mesmo partido do prefeito, afirmando que a filiação era uma forma de retribuir a confiança de Trad em seu trabalho e também pensando no pleito municipal.

“Eu já faço parte da gestão do prefeito, confio e acredito no trabalho que ele está fazendo em Campo Grande, aceitar o convite e estou me somando a esse projeto de reeleição e ao PSD”, disse na época.

Carla Stephanini assumiu como Subsecretária de Políticas para Mulher no município de Campo Grande em janeiro de 2017 e, em abril de 2018, se afastou para concorrer ao cargo de deputada. Em fevereiro de 2019 retornou ao cargo na Subsecretaria, no qual permaneceu até a exoneração publicada hoje no Diário Oficial do Município.

Também foram exonerados o subsecretário de Políticas para Juventude, Maicon Nogueira; o subsecretário de Defesa dos Direitos Humanos, Ademar Vieira Júnior, o Coringa; e o subsecretário de Proteção e Defesa do Consumidor, Valdir Custódio.

* Colaborou Glaucea Vaccari e Adriel Mattos

 

Felpuda


Nos bastidores, há quem garanta que a única salvação, de quem está com a corda no pescoço, é ele aceitar ser candidato a vice-prefeito em chapa de novato no partido. Vale dizer que isso nunca teria passado por sua cabeça, uma vez que foi eleito com, digamos, “caminhão de votos”. Se aceitar a imposição, pisaria na tábua de salvação; se recusar, poderá perder o mandato. Ah, o poder!