Política
ENTREVISTA

“Não apresentamos a candidatura do André para servir de moeda de troca”

O presidente do MDB em MS disse que a candidatura de André Puccinelli ao governo é irreversível e que o ex-governador agrega eleitores de Lula e Bolsonaro

Da Redação

28/05/2022 09:00

Presidente do diretório regional do MDB em Mato Grosso do Sul, ex-deputado estadual e ex-presidente da Assembleia Legislativa, Junior Mochi está entusiasmado com a pré-campanha do partido no Estado para as eleições de outubro. 

Mochi diz que a população tem recebido bem os representantes do partido, sobretudo por causa do ex-governador André Puccinelli, que é pré-candidato ao cargo que ocupou por oito anos.  

Sobre a exigência feita na semana passada pelo PSDB para que o MDB retirasse a candidatura de Puccinelli para que os tucanos apoiassem a pré-candidatura da senadora Simone Tebet (MDB) à Presidência da República, Mochi foi categórico: “Nós não apresentamos a candidatura do André para servir de moeda de troca”. Confira a entrevista do presidente do MDB ao Correio do Estado.