Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

ELEIÇÕES

Com Dilma e ex-ministros, Kemp lança plano de governo para Campo Grande

Além da ex-presidente, ex-ministros Mercadante e Patrus Ananias participam de evento que vai acontecer pela internet nesta terça-feira
24/08/2020 16:47 - Nyelder Rodrigues


O pré-candidato do Partido dos Trabalhadores (PT) a prefeitura de Campo Grande, Pedro Kemp, vai lançar seu plano de governo nesta próxima terça-feira (25) em evento pela internet que contará com a participação da ex-presidente Dilma Rousseff e dos ex-ministros Aluizo Mercadante e Patrus Ananias, ambos correligionários de Kemp.

A apresentação do programa de governo começa às 18h nas páginas da municipal do PT e de Pedro Kemp no Facebook. Ao todo, a chapa petista contará com 21 mulheres e 22 homens como pré-candidatos a Câmara Municipal, somando 43 postulantes a vereador.

Kemp é deputado estadual e foi esolhido como pré-candidato a prefeito de Campo Grande após ser colocado como possível nome junto ao colega de Assembleia Legislativa, Cabo Almi, e o ex-governador Zeca do PT - que acabou se retirando por passar por problemas de saúde.

Apesar de contar com 15 mil filiados, o PT passa por um período de baixa no Estado atualmente, perdendo recentemente quadros importantes, devido a divergências internas, para outros partidos do espectro da esquerda. Kemp e Almi são os únicos petistas na Assembleia, enquanto na Câmara da Capital há apenas um petista, Airton Araújo.

Contudo, Kemp e outros petistas se revoltaram com Airton na semana passada após ele votar a favor do prefeito Marquinhos Trad (PSD) em projeto que o Executivo vetou o adicional insalubridade para profissionais da linha de frente da covid-19. Segundo o pré-candidato a prefeito, o vereador foi contra as convicções do partido.

A celeuma resultou, inclusive, na abertura de processo disciplinar. Apesar desses problemas, o PT tem planos para buscar eleger até 10 prefeitos em Mato Grosso do Sul e cerca de 100 vereadores em todo o Estado, conforme revelado no aniversário do partido, no início do ano, por lideranças petistas presentes no evento, como o deputado federal Vander Loubet.

 
 

Felpuda


A futura composição  dos 29 vereadores  em Campo Grande poderá ser diferente  da que foi oficializada, segundo o que  se tem ouvido,  com certa frequência, nas rodinhas de conversas dos meios políticos.  

Nova distribuição  das cadeiras poderá ocorrer e, assim, quem está prestes a entrar com pompa e circunstância poderá nem passar pela porta de entrada  e tomar posse de cadeira  para chamar de sua.  

O caldeirão está fervendo.