Clique aqui e veja as últimas notícias!

POSSE

Com discurso de neutralidade, Contar assume Tribunal de Justiça de MS

O novo presidente do TJ adotou um tom legalista em seu discurso e pretende conduzir o órgão sem se pautar por ideologias
22/01/2021 19:12 - Flávio Veras


O desembargador Carlos Eduardo Contar assumiu a presidência do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS), nesta sexta-feira (22). Durante o pronunciamento, o magistrado afirmou, em um tom legalista, que buscará neutralidade da Justiça do estado, evitando ideologias e respeitando as mudanças da sociedade.

“Tenho como meta trazer, além da minha experiência, uma marca de inovação na condução do tribunal. Tenho 35 anos de carreira no serviço público, sem questionamentos quanto a minha conduta. Além disso, tenho o desejo de reavivar a Justiça do Estado através de todos os seus atores. Tenho compromisso com o progresso, com as mudanças de nossa sociedade, por muitas vezes incompreendidas e enaltecer a magistratura sem ideologias ou paixões, ou seja de forma neutra”, projetou.

A posse aconteceu na noite de hoje, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo. Além do presidente Contar, assumem os desembargadores Sideni Soncini Pimentel (Vice-presidente) e Luiz Tadeu Barbosa Silva (Corregedor-Geral de Justiça). Os novos integrantes da administração 2021/2022 do Tribunal de Justiça foram escolhidos na sessão do Tribunal Pleno do dia 21 de outubro de 2020.

Além dos magistrados, o evento contou com a presença do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (Alems), Paulo Correa (PSDB),o comandante Militar do Leste, general Fernando José Sant’ana Soares e Silva, os senadores Nelson Trad (PSD) e Soraya Thronicke (PSL), além do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil do Estado (OAB-MS), Mansour Elias Karmouche, entre outros convidados.

Currículo

Carlos Eduardo Contar é natural da Capital sul-mato-grossense e iniciou suas atividades profissionais perante o TJMS como auxiliar judiciário e técnico judiciário.

Em 1986 foi aprovado em concurso público e assumiu o cargo de Promotor de Justiça Substituto. Em julho de 2001 foi promovido a Procurador de Justiça, atuando, entre outras funções, como coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça da Habitação e Urbanismo e do Patrimônio Histórico e Cultural.

Ingressou na magistratura em agosto de 2007 como desembargador na vaga correspondente ao quinto constitucional reservada ao Ministério Público. É integrante vitalício do Órgão Especial e já presidiu a 2ª Câmara Criminal, a Seção Criminal, a 2ª Seção Criminal, além de atuar como integrante do TRE/MS, nos biênios 2015/2017 e 2017/2019.

Integrou as Comissões de Modernização e Gestão do Poder Judiciário; de Técnica de Jurisprudência; Examinadora do IV Concurso de Ingresso e Remoção dos Serviços Notariais de Registro do Estado do MS; de Técnica de Organização Judiciária e Legislação; e de Técnica de Biblioteca e Publicações, como presidente. Compôs o Comitê Gestor de Comunicação Institucional do Poder Judiciário.

Em junho de 2018, conquistou o primeiro ISO 9001 entre todos os órgãos públicos de Mato Grosso do Sul. A mais importante certificação de Sistema de Gestão de Qualidade (SGQ) no mundo foi concedida após auditoria realizada pela Quality Management System Certification Services, empresa de origem australiana, organismo acreditador habilitado pela International Standardization Organization (ISO), como coroamento de um trabalho sistêmico e eficiente que reduziu substancialmente os processos do gabinete para um acervo mínimo. 

Assumiu a função de Corregedor-Geral de Justiça em julho de 2018, exercendo o mister com foco na costumeira busca pela excelência nas atividades ordinárias e na implementação de iniciativas inovadoras direcionadas à efetividade da prestação jurisdicional e extrajudicial. Permaneceu no cargo até 30 de janeiro de 2019, quando assumiu a função de Vice-Presidente do Tribunal de Justiça.