Clique aqui e veja as últimas notícias!

INTERNACIONAL

Como as eleições nos Estados Unidos podem afetar o Brasil e Mato Grosso do Sul

Preocupação com o rumo político norte-americano envolve a manutenção das relações comerciais
16/10/2020 06:00 - Ricardo Campos Jr


Em ano de eleições nos Estados Unidos, o mundo praticamente para no intuito de acompanhar a escolha do líder norte-americano. O alinhamento político-ideológico com a maior potência econômica mundial é fundamental para fomentar negócios, especialmente exportações. É por isso que o resultado impacta indiretamente o Brasil.

O economista Hudson Garcia explica que a principal preocupação nacional em relação às eleições na terra do Tio Sam será sempre voltada às relações comerciais. Além disso, é preciso que ambos os representantes falem a mesma língua e compartilhem de uma mesma agenda. 

“Desde o inicio da sua gestão, o governo Bolsonaro buscou uma agenda ativa com o governo Trump. Para alguns setores até funcionou, como o caso da celulose e proteína animal. No entanto, quando buscamos os números dos dois últimos anos, ainda estamos com uma relação comercial  bastante desigual”, disse o especialista em entrevista ao Correio do Estado.

Entre 2018 e 2019, afirma, o Brasil aumentou somente em 3,5% as exportações para os Estados Unidos. Em compensação, aumentou as importações em volume e em valores, além de ter ampliado o déficit da balança comercial (diferença entre importações e exportações) com aquele país em mais de 38%. 

“Neste ano, por conta da pandemia, o Brasil exportou, U$ 15,6 bilhões contra uma importação de U$ 18,28 bilhões. Isso fez com que o governo agisse para costurar um acordo binacional visando reduzir a burocracia e os custos para que os produtos brasileiros possam ser mais competitivos em solo americano”, disse Garcia