Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

GOVERNO

Dilma diz que ninguém vai tirar a legitimidade do voto

Presidente disse que "ninguém vai tirar a legitimidade" do voto conquistado
07/08/2015 19:00 - AGENCIA BRASIL


A presidente Dilma Rousseff disse hoje (7), em Boa Vista, durante cerimônia de entrega de 747 casas do programa Minha Casa, Minha Vida, que respeita a democracia no Brasil, que sabe suportar pressões e prometeu respeitar e honrar o voto que recebeu da população. No discurso, ela afirmou que "ninguém vai tirar a legitimidade" do voto conquistado e que se dedicará, “com grande empenho” nos próximos meses e anos do mandato, para “assegurar a estabilidade política” do país.

No pronunciamento, a presidente reconheceu que o Brasil passa por dificuldades e concordou que falta muita coisa para ser feita. Para Dilma, o país hoje é “robusto”, tem reservas internacionais e avançou muito ao tirar milhões de pessoas da pobreza extrema e transformar a sociedade brasileira.

“Antes, a gente era, principalmente, país só de pessoas bem pobres. Hoje, somos país de classe média. Podem ter certeza de que me dedicarei, dia e noite, hora por hora, a garantir que o país saia o mais rápido possível de suas dificuldades”, acrescentou a presidente.

Felpuda


Comentários maldosos nos meios políticos dão conta que duas figurinhas que se rebelaram contra os próprios colegas poderão ficar no sereno político e, de forma indireta, serem personagens das próprias manifestações.

Um deles defendeu a redução do número de vereadores, e o outro disse ter vergonha de exercer o cargo. Agora enfrentam altos e baixos na campanha eleitoral.