Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

DIREITO DE RESPOSTA

O Promotor Sérgio Harfouche continua sendo candidato a prefeito de Campo Grande, diferente do que foi noticiado anteriormente neste jornal

DE ORDEM DO(A) EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) JUIZ(A) THIAGO NAGASAWA TANAKA, JUIZ(A) DA 035ª ZONA ELEITORAL DE CAMPO GRANDE MS, NA FORMA DA LEI, ETC ...
21/10/2020 09:40 - Da Redação


Atendendo a determinação: 

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE MATO GROSSO DO SUL

CARTÓRIO DA 035ª ZONA ELEITORAL DE CAMPO GRANDE MS

REPRESENTAÇÃO nº  0600064-13.2020.6.12.0035

REPRESENTANTE: ELEIÇÃO 2020 SÉRGIO FERNANDO RAIMUNDO HARFOUCHE PREFEITO

Advogados do(a) REPRESENTANTE: HUMBERTO SÁVIO ABUSSAFI FIGUEIRO - MS6067, VINÍCIUS CARNEIRO MONTEIRO PAIVA - MS14445, BIANCA CHIESSE BASTOS - MS22817

REPRESENTADO: CORREIO DO ESTADO LTDA

Juiz: Dr. THIAGO NAGASAWA TANAKA

 

O Promotor Sérgio Harfouche continua sendo candidato a prefeito de Campo Grande, diferente do que foi noticiado anteriormente neste jornal. 

A candidatura não foi suspensa. A notícia correta é que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) suspendeu os trâmites do registro de candidatura e também das impugnações, que são as ações abertas pelos representantes de rivais na disputa: Marquinhos Trad (coligação “Avançar e Fazer mais”, composta pelos partidos PDS, PSDB, Patriota, PTB, PSB, Cidadania, Republicanos, DEM, REDE e PC do B) e Esacheu Nascimento (diretório municipal do PP). 

Entenda o caso – Os rivais tentam impugnar a candidatura de Harfouche, alegando que ele não pode se candidatar porque é membro do Ministério Público (MPMS). No entanto, não existe impedimento no caso dele porque a carreira no MPMS se iniciou 12 anos antes da Emenda Constitucional nº 45 de 2004, que passou a aplicar as mesmas regras de inelegibilidade dos magistrados a membros do MP.

Esse mesmo argumento foi levantado por rivais em 2018, quando Harfouche foi o candidato ao cargo de senador. Porém, o TRE/MS decidiu que ele poderia concorrer sem se afastar definitivamente do MP, porque ingressou na carreira em data anterior à Emenda 45. 

Harfouche explica que essa suspensão da análise do registro e das impugnações dos adversários só aconteceu porque ele pediu que outro juiz julgue esses pedidos de impugnação, já que o que está com o caso pode ser parcial por ser um inimigo público e contrário aos seus valores. Esse pedido da troca de juiz travou o processo de impugnação. “Tenho recebido apoio de muitas pessoas que nem sabiam da minha candidatura e agora ficaram sabendo. Agradeço a cada um que apoia minha candidatura, junto ao vice André Salineiro. Seguimos com a campanha normalmente, enquanto a Justiça trabalha, porque sabemos que nossa candidatura é legal", afirma Harfouche." 

 

 
 

Felpuda


Comentários ouvidos pela “rádio peão”, em ondas curtas, são de que figurinha só ganharia apoio dos colegas caso pessoa agregada fosse “curtir a aposentadoria” de uma vez por todas. Como seu acordo político acabou naufragando nesta campanha, agora dito-cujo estaria querendo recuar e não ceder o lugar. 

Isso até poderia acontecer, se não fosse a sua, digamos, eminência parda. Afe!