Clique aqui e acompanhe o resultado das Eleições 2020

ELEIÇÕES 2020

Em reunião com secretários, prefeito eleito agradece alianças partidárias

Marcos Trad lembrou parceria do governo do Estado e de partidos que o apoiaram na campanha
16/11/2020 15:18 - Daiany Albuquerque


O prefeito reeleito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD) faz nesta tarde uma reunião com o secretariado, um dia após o resultado nas urnas na Capital. 

Reconduzido ao cargo por mais quatro anos, o político agradeceu aos partidos que o apoiaram nas eleições e também ao governo do Estado, outro apoiador.

“Quero agradecer os 220 mil votos, que é o reconhecimento do fruto de um trabalho de toda essa equipe. Não é uma tarefa fácil administrar uma cidade que vinha em uma gestão extremamente conturbada e turbulenta”, iniciou o prefeito.

A vice-prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes (Patriota), também se manifestou e agradeceu os votos recebidos. 

“O momento é de gratidão pelos mais de 200 mil votos em Campo Grande, obrigada pela parceria, por acreditarem no nosso trabalho, acreditar nessa gestão que fez diferença em Campo Grande”, disse.

“Quero também fazer referência as parceias administrativas que tivemos, aos partidos que estiveram coligados conosco. Eles entenderam que o momento não era de disputa em razão dos tantos contratempos que a pandemia trouxe para todos nós", afirmou o prefeito reeleito. 

"Por isso queremos agradecer aos Democratas, ao PSDB, aos Republicanos, ao PCdoB, ao Patriota, a Rede Sustentabilidade, Cidadania, ao PSD e ao PTB. Agradecer a parceria administrativa do governo do Estado”, completou Trad.

ELEIÇÃO

Marcos Trad foi reeleito para mais quatro anos à frente da Prefeitura de Campo Grande com 52,58% dos votos válidos nas eleições de ontem (15).

Com candidatura indeferida pelo TRE, o promotor de Justiça licenciado Sérgio Harfouche (Avante) foi o segundo mais votado, com 48.094 votos, o que correspode a 11,58%. No entanto, os votos constam como anulados sob júdice.

Na sequência, foram mais votados Pedro Kemp (PT) com 8,32%, Vinicius Siqueira (PSL) com 8,20%, Delegada Sidnéia Tobias (Pode) com 4,60%, Márcio Fernandes (DEM) com 3,01%, Esacheu Nascimento (PP) com 2,45%.

João Henrique (PL) aparece logo depois com 2,44%, Marcelo Miglioli (Solidariedade) com 1,90%, Dagoberto (PDT) com 1,57%, Guto Scarpanti (Novo) com 1,16%, Cris Duarte (PSOL) com 1,11%, Marcelo Bluma (PV) com 0,64% e Paulo Matos (PSC) com 0,45%.

O total de campo-grandenses que votaram nulo somou 5,40% do total e os brancos somaram 3,99%.

 
 

Felpuda


Tropas de choque ligadas a alguns vereadores estão agitadas que só nas redes sociais na tentativa de desbancar a concorrência das “chefias” que querem porque querem. Querem a cadeira maior da Câmara Municipal de Campo Grande. A da presidência.

Segundo políticos mais antenados, trata-se do “segundo turno” das eleições do dia 15 de novembro, só que com apenas 29 eleitores.