Política
ATUALIZAÇÃO

Em um mês, Mato Grosso do Sul “ganha” quase 80 mil eleitores

Número de aptos a votar no Estado subiu 4,1% entre maio e junho deste ano, segundo Justiça Eleitoral

Jéssica Benitez

02/07/2022 08:00

 

O eleitorado de Mato Grosso do Sul ganhou 118.523 eleitores nos últimos quatro anos, quase 80 mil somente no mês passado. 

Segundo dados do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS), em 2018, o Estado abrigava 1.877.982 pessoas aptas a votar e, agora, são 1.996.505. Desse total, 79.962 “chegaram” entre os dias 31 de maio e 30 de junho, quando o número saltou de 1.916.543 para 1.996.505.  

Em Campo Grande, a evolução do eleitorado foi de quase 50 mil, passando de 591.374, em 2018, para 639.873, neste ano. Já em Dourados, segundo maior colégio eleitoral do Estado, eram 156.373 votantes, quatro anos atrás, e atualmente são 169.040. Três Lagoas passou de 77.800 eleitores para 88.165, Corumbá, de 69.302 para 70.961, e Ponta Porã, de 63.352 para 70.278.

O último dia para regularizar o título eleitoral foi 4 de maio, e houve campanha intensa para que as pessoas buscassem sanar pendências com a Justiça Eleitoral para votar no dia 2 de outubro. Isso porque em 2018, última eleição de abrangência nacional, houve recorde de votos nulos, brancos e abstenções em todo o Brasil. 

Em Mato Grosso do Sul, 398.391 eleitores não foram às urnas no primeiro turno, e 427.749 se abstiveram no segundo turno. O total é maior do que o eleitorado das principais cidades do Estado, exceto Campo Grande.  

ESCOLARIDADE

Ainda conforme os últimos dados do TRE-MS, 25,6% dos eleitores aptos a votar em Mato Grosso do Sul têm Ensino Fundamental incompleto, seguidos pelos que têm Ensino Médio completo, 22,5%, Ensino Médio incompleto, 14,8%, Ensino Superior completo, 13,8%, Ensino Superior incompleto, 7%, Ensino Fundamental completo, 6%, que leem e escrevem, 6,39%, e analfabetos, 3,7%.

A faixa etária predominante entre eleitores do Estado está entre 25 e 34 anos, configurando 21%, seguida por 35 a 44 anos, com 20,6%, 45 a 55 anos, com 18,7%, 56 a 69 anos, com 17,3%, 18 a 24 anos, com 12,4%, 70 anos ou mais, 8,3%, e 16 a 17 anos, 1,4%. 

Vale lembrar que todo cidadão brasileiro na faixa etária de 18 a 70 anos é obrigado a votar. O voto é facultativo para jovens de 16 e 17 anos e idosos acima dos 70 anos. Os analfabetos também não são obrigados a ir às urnas.